Primavera movimenta a floricultura fluminense Atividade gera 17 mil empregos diretos e indiretos no estado

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A primavera vai movimentar a floricultura fluminense. A expectativa é de que o setor apresente crescimento de até 5% nas vendas de flores, gerando cerca de R$ 500 milhões em toda a cadeia produtiva até o fim do ano. No ano passado, o faturamento total da floricultura chegou a R$ 212 milhões, segundo a Emater-RJ (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio de Janeiro), vinculada à Secretaria de Agricultura.

Responsável por 17 mil empregos diretos e indiretos, concentrados principalmente nas regiões Serrana e Metropolitana, a atividade é impulsionada pela produção de flores de corte, grama e folhagens de cortes, que representaram 50%, 19% e 16%, respectivamente, do faturamento de 2017.

A Região Serrana, que tem Bom Jardim como a ‘capital’ fluminense das rosas, é a principal produtora de flores. Atualmente, a região possui 467 produtores, sendo 256 em Nova Friburgo. Já em Bom jardim são 162 floricultores.

Segundo Nazaré Dias, gerente setorial do Programa Florescer, a primavera favorece as vendas de flores como astromélias, crisântemos e rosas.

  • Agora, os produtores já estão se preparando para as vendas de finados, importante data para o setor, quando são comercializadas, principalmente, palmas e crisântemos – disse a especialista.

Fonte: GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.