A partir desta quarta-feira, 7, a combinação da passagem de outra frente fria pelo litoral do Sudeste e a circulação dos ventos em vários níveis da atmosfera vão intensificar e manter as áreas de instabilidade que já estão sobre a Região.

A situação é preocupante porque muitas áreas dos quatro estados podem ter temporais e chuva volumosa, suficientes para causar transtornos como alagamentos, enchentes e deslizamentos de terra. As condições para muita chuva vão persistir pelo menos até a sexta-feira, 9 de novembro.

As condições particulares de relevo e a grande concentração de umidade esperada vão provocar chuva prolongada e persistente por várias horas, moderada a forte, e também chuva forte em pouco tempo, sobre o litoral de São Paulo, na região da Baixada Santista e Litoral Norte de São Paulo, em todo o estado do Rio de Janeiro e na Zona da Mata Mineira. Vários locais destas regiões, especialmente as áreas serranas, podem acumular de 100 a 200 mm em 48 horas, o que representa pelo menos metade da média de chuva para todo o mês de novembro. O Grande Rio também estará sujeito a chuva forte e volumosa.

O grande volume de chuva poderá provocar enchente, alagamentos nos trechos de baixada das rodovias, alagamentos nas cidades, deslizamento de encostas. Quem mora em área de risco deve ficar muito atento para qualquer movimentação de terra. Procure ajuda da Defesa Civil.

O alerta divulgado pelo Climatempo é válido até 23h59 de 8/11/18)

Fonte: Climatempo