Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) prenderam, nesta quinta-feira (19), em Engenheiro Pedreira, Japeri-RJ, Jairo Rodrigues Alves, conhecido “Paizão” ou “Jairo Negão”. Contra Jairo Negão havia dois mandados de prisão pendentes expedidos pela Justiça com base em uma investigação da Especializada.

Segundo informações, além de chefe do tráfico de drogas da comunidade do Guandu (Japeri-RJ) e considerado um dos líderes da facção criminosa ADA, “Jairo Negão” é apontado em investigações da DHBF como coordenador dos roubos de cargas no Arco Metropolitano, em Japeri.

As investigações levaram o indiciamento de “Jairo” pelos crimes de latrocínio consumado que teve como vítimas fatais os seguranças Jones Souza da Silva e Benedito Charles da Silva e de latrocínio tentado que teve como vítima sobrevivente Reginaldo dos Santos Aragão, no dia 31 de maio deste ano, no Arco Metropolitano, altura do município de Japeri-RJ.

O criminoso também foi indiciado em inquérito policial da Especializada que investigou o crime de latrocínio consumado que vitimou fatalmente o vigilante Yago Aguiar de Sant´Anna, fato ocorrido no dia 17 de fevereiro do corrente, no Arco Metropolitano, em Japeri–RJ.

Jairo Rodrigues Alves foi surpreendido na manhã desta quinta-feira, 19/10, por policiais na DHBF enquanto dormia na sua residência, localizada nas imediações da comunidade do Guandu-RJ. Realizado o cerco policial, o criminoso tentou correr, mas acabou sendo capturado.

Após o cumprimento dos mandados, Jairo será ouvido em outros inquéritos que estão em curso na delegacia Especializada e depois encaminhado para Polinter.

Fonte: Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro – PCERJ