Mais de 60 produtores rurais puderam conhecer nessa quarta-feira (21.02) as linhas de crédito que o BNDES – Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico – disponibiliza para os empresários do setor. O encontro com técnicos do BNDES ocorreu na Casa da Educação Visconde de Mauá e foi realizado após um pedido do prefeito Bernardo Rossi. Para aproximar ainda mais os produtores e fomentar o crescimento do setor – Petrópolis conta com cerca de 800 produtores, cinco mil pessoas que vivem da produção rural – o banco vai disponibilizar no site da prefeitura dois aplicativos do banco: o canal ‘Desenvolvedor’ e um especifico que explica todas as linhas de crédito da instituição financeira. Essa será a primeira vez que os aplicativos do banco serão disponibilizados em um site governamental.

“Esse é um momento importante da nossa cidade. Já fizemos uma reunião com os empresários petropolitanos onde as linhas de crédito do banco foram apresentadas e, agora, os produtores tiveram a possibilidade de tirar as suas dúvidas diretamente com equipe do banco. O governo já está pleiteando junto ao BNDES financiamento para vários projetos importantes como a  mobilidade urbana. Petrópolis mais uma vez sai na frente aproximando esses dois setores. Queremos que a produção aumente. Nesse ano vamos ultrapassar a meta estipulada para a compra de produtos da agricultura familiar na merenda escolar e esse é só um dos pontos que estamos trabalhando para fortalecer o setor. Agradeço ao BNDES por ter acolhido nossa cidade”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

Segundo o assessor da presidência do BNDES, José Talarico, a meta do banco é a de se aproximar dos empresários e produtores rurais, fomentando o desenvolvimento econômico. “Ressalto que nada disso estaria acontecendo sem o empenho pessoal do prefeito Bernardo Rossi. A obrigação do BNDES é fomentar o desenvolvimento do Brasil e essa aproximação é muito importante. Através do apoio do prefeito Bernardo Rossi vamos inovar, disponibilizando na página da prefeitura os aplicativos que falam das linhas de créditos disponibilizadas pelo banco e o canal do desenvolvedor, que apoia o crescimento das empresas brasileiras”, afirmou José Talarico.

As linhas de crédito direcionadas para os produtores rurais, bem como os juros, prazos e carências de cada uma delas foi demonstrada pelo gerente de capacitação e Parcerias Institucionais do BNDES, Claudio Rabelo. Segundo ele, para esse ano, o BNDES tem um recurso de R$ 22,4 bilhões voltados para o financiamento. “Hoje, cerca de 50% dos investimentos do setor rural são feitos pelo BNDES. O encontro também foi importante para explicar que o BNDES não financia diretamente esse público. As linhas são disponibilizadas através de bancos parceiros”, contou Claudio Rabelo.

De acordo com a política do BNDES, podem solicitar financiamentos pessoas físicas (empreendedores com CNPJ) e jurídicas, cooperativas e associações, segundo uma classificação de porte de cada micro, pequena ou média empresa, ou ainda, produtor rural.

Entre as linhas disponíveis há, por exemplo, uma especifica para a compra de máquinas agrícolas novas e usadas (Moderfrota), uma para ações de preservação do meio ambiente (Programa ABC), financiamentos para irrigação (Moderinfa), armazenamento de grãos (PCA) e investimento de inovação tecnológica no setor (Inovagro).

Os produtores que quiserem uma linha de financiamento devem procurar um dos bancos parceiros, como Banco do Brasil, Caixa Econômica e Cresol. O banco fará a análise do crédito, vai negociar as garantias e visualizar as taxas. Só após esse trâmite será feita a liberação dos recursos para o agente financeiro.

Vale destacar que, no site do BNDES, os produtores rurais podem acessar o Canal do Desenvolvedor. Lá eles podem preencher os dados cadastrais e através da consulta, o portal avisa quais linhas de crédito estão disponíveis para atender a cada pedido. A solicitação pode, ainda, ser enviada diretamente para os bancos parceiros. Há também o BNDES online, onde algumas operações são aprovadas on-line.

Marco Ávila integrante da APHERJ – Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros do Estado do Rio de Janeiro – afirmou que a aproximação com o banco foi importante para os agricultores. “Foi bom para conhecermos as linhas. Tiramos dúvidas e agora sabemos de que forma podemos conseguir o financiamento”, disse.

Segundo Henrique Mesquita, do Sindicato dos Produtores Rurais de Petrópolis, o encontro serviu para os produtores pudessem comparar as linhas de crédito. “Quando se fala em crédito, sempre há dúvidas sobre prazos e juros e nada melhor do que poder conhecer de fato todas as linhas e para que cada uma serve. O encontro foi muito positivo”.

Também participaram do encontro o vice-prefeito Baninho; o presidente da Câmara Municipal, Paulo Igor; o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Pessoa e o diretor do Departamento de agricultura da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, José Maurício, além dos vereadores Jorge Relojão, Wanderley Taboada e Jamil Sabrá.

2º encontro do BNDES em Petrópolis

Esse foi o segundo encontro realizado entre a equipe técnica do BNDES e empresários petropolitanos. No dia 18 de janeiro de 2018, os técnicos participaram de uma reunião com 80 empresários no auditório do Centro de Modas e Serviços da Rua Teresa. Na ocasião, representantes dos bancos parceiros, como Caixa Econômica e Banco do Brasil estiveram no evento para tirar dúvidas sobre os pedidos de linhas de crédito. Foram, ainda, montadas baias para atendimento e muitos empresários, na hora, já puderam conferir os financiamentos, vindos do BNDES, e que são feitos por instituições bancárias.