A prefeitura iniciou nesta quinta-feira (01.03) um trabalho de melhorias da Rua Oswaldo Barros, mais conhecida como subida do Castelinho, no Morin. A rua dá acesso às torres de emissores de rádio e televisão, operadoras de telefonia e empresas de conexão à internet. O trabalho aconteceu em três pontos diferentes com o objetivo de facilitar a locomoção das equipes que fazem manutenção das torres e dos equipamentos das quase 30 empresas que mantém base no local. O prefeito Bernardo Rossi acompanhou os serviços.

“Este é um local essencial para as telecomunicações na cidade. A importância do trabalho é permitir maior facilidade para que as emissoras e demais empresas possam chegar aos equipamentos e não fiquem com o serviço indisponível ou fora do ar”, ressalta Bernardo Rossi.

Logo na entrada Rua Oswaldo Barros, uma equipe da Secretaria de Obras fez manutenção de calçamento. Próximo à trilha do Castelinho, foi usado um caminhão com 15 toneladas de brita corrida para melhorar a passagem dos veículos. O mesmo foi feito na localidade conhecida como “Pé de Ameixa”, onde foram usadas mais 15 toneladas de material. A manutenção viária foi feita por 10 funcionários, que tiveram o apoio de uma retroescavadeira.

Estes locais eram considerados mais críticos por quem precisa passar pelo local com frequência, como Felipe Fecher, que faz a manutenção de equipamentos de uma emissora de rádio.

“Esses eram os principais problemas e ficaram assim principalmente por causa da chuva. A passagem de caminhões também deu uma piorada. E o pior é se há necessidade de um acesso mais rápido, uma rádio ou uma TV sai do ar, ou uma empresa fica sem fornecer a internet e precisa vir rápido para fazer o conserto. Então o trabalho feito aqui é fundamental”, diz Fecher.

“Aqui estão antenas de duas TVs e cinco rádios, do sistema da Embratel, da Telemig. Também tem o trabalho de PM, dos bombeiros, do Samu, que são impactados quando alguma delas tem problema. Então este é um serviço que é importante paras telecomunicações de Petrópolis e para segurança inclusive do estado”, afirma Francisco de Orleans e Bragança,  diretor-presidente do grupo de comunicação Tribuna de Petrópolis, que também esteve no local.

Além das intervenções iniciadas nesta quinta, o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros, também esteve no Castelinho para avaliar outras melhorias para o local.

“Vamos estudar a melhor maneira de fazer a concretagem deste trecho e fazer o meio fio para evitar que fique correndo água pelo meio da pista, o que pode prejudicar as condições para quem passar por aqui”, coloca o secretário.