Reforçando as estratégias de imunização no município, a prefeitura promove neste sábado (10.03) um ‘Dia D’ de vacinação para imunizar os moradores do Quitandinha e adjacências. Estarão abertas de 8 às 16h as unidades do Siméria, Alto Independência e Quitandinha. A iniciativa faz parte de um plano de ação da Secretaria de Saúde após a confirmação de um macaco com vírus de febre amarela próximo ao Parque Cremerie. O espaço de lazer que vai passar por revitalização e licitação dos serviços explorados no local ficará fechado por algumas semanas, como prevenção.

Durante esta quarta-feira (07.03), uma equipe de agentes de endemias realizou visitas domiciliares levantando o número de moradores vacinados na região e indicando as unidades mais próximas para se vacinarem. As equipes manterão a vigilância nas ruas do bairro até a próxima semana.

A secretaria também reforçou o estoque nas unidades do Alto Independência, Siméria, São Sebastião que funcionarão de 8 às 16h diariamente a partir desta quinta-feira (08.03). A UBS do Quitandinha também funciona diariamente e teve o horário de imunização ampliado  para à noite: de 8 às 19h30. A Secretaria de Saúde reforça que o município conta com 27 mil doses da vacina em estoque e convoca a população do Quitandinha a se vacinar.

“Temos doses em estoque e o Estado manterá o fornecimento da vacina para o município. A vacina em Petrópolis não é fracionada e garante a proteção da população para a vida toda. Nossa cobertura está muito boa com 198 mil doses aplicadas porque nos antecipamos na prevenção ano passado. Esse é o momento de termos 100% da nossa população protegida contra febre amarela uma vez que o protocolo foi ampliado para idosos, gestantes e mulheres que amamentam”, afirma o secretário de Saúde, Silmar Fortes.

O macaco foi encontrado no dia 07 de fevereiro em uma rua próxima ao Parque Cremerie, no Quitandinha. Na noite de terça-feira (06.03) foi divulgado o resultado foi positivo pelo Estado. Silmar Fortes, reforça que a Secretaria de Saúde manterá as visitas domiciliares para ter documentando o número de pessoas protegidos contra a doença no Quitandinha.

“Os agentes de endemias da Vigilância Ambiental farão as visitas em todas as ruas próximas ao Parque até conseguirmos visitar todas as casas em um raio de 500 metros de onde o macaco foi encontrado. Também sinalizamos o Parque Cremerie com a as unidades que oferecem a vacina e reforçaremos a divulgação para o dia D no sábado na região. É importante conscientizar a população de que é importante receber os agentes de endemias nas residências que estarão lá para conscientizar também sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti”, disse Silmar Fortes.

A aposentada Maria Elza Frias de Oliveira, 63 anos, era moradora do Rio e se mudou para o Quitandinha no último sábado (03). Ela aprovou a visita dos agentes de endemias na residência.

“A família toda precisa se vacinar pois no Rio a procura estava enorme, eu vou ainda hoje. Achei importante o trabalho da prefeitura em se preocupar com a população e ir de casa em casa divulgar a campanha. Antes eu não podia vacinar pela idade, agora já posso e com tranquilidade pois tem uma unidade aqui perto”, afirma a aposentada.

Petrópolis tem como meta imunizar 100% da população e atualmente é um dos municípios de todo o Estado do Rio com o maior número de pessoas protegidas com 198 mil doses aplicadas de março de 2017 a fevereiro de 2018. Devido ao novo protocolo de imunização apresentado pelo Estado, há ainda aproximadamente 5 mil mulheres entre gestantes e que estão amamentando, além de 42 mil idosos que devem ser vacinados no município.

Vigilância Ambiental alerta: macacos não são transmissores de febre amarela

A Secretaria de Meio Ambiente e a Coordenação de Vigilância Ambiental apelam à população para que não matem macacos encontrados próximos às matas. A união dos órgãos neste sentido visa a segurança da própria população: os macacos são “sentinelas” no caso de febre amarela, ou seja, são os primeiros a morrer com o contágio em ambiente silvestre, servindo de alerta para que sejam adotadas medidas de controle e de combate ao mosquito transmissor da doença.

A Vigilância destaca que no caso de encontrar um macaco morto ou doente, a população não deve manipular o animal. A orientação é para que a pessoa tente preservar ou proteger o local onde ele foi encontrado para não comprometer a análise do material. A Vigilância Ambiental está funcionando em novo endereço na Rua Dr Sa Earp 433, de segunda a sexta-feira de 8 as 17h. O telefone para solicitar o recolhimento de animal é: (24) 2231-0841.

Horário de vacinação para os moradores do Quitandinha:

Dia D de 8 às 16h

PSF Alto Siméria

Rua Manuel Francisco de Paula s/n

UBS Alto Independência
Rua Angelo João Brand s/n

UBS Quitandinha
Rua General Rondon nº 400

Diariamente 8 às 16h

UBS Alto Independência
Rua Angelo João Brand s/n

PSF São Sebastião
Rua São Sebastião nº 625

PSF Alto Siméria

Rua Manuel Francisco de Paula s/n

Diariamente de 8 às 19h30

UBS Quitandinha
Rua General Rondon nº 400