Foto: Divulgação / Ascom PMP

Petrópolis deu um passo importante na assistência cirúrgica pela rede pública promovendo 20 cirurgias na madrugada, uma mobilização de mais de 50 profissionais. Foi realizado nesta quarta-feira (18.04), o 1º mutirão noturno de cirurgias do Hospital Alcides Carneiro. Alinhando a tecnologia de ponta e a expertise da equipe do Serviço de Urologia, o ‘Corujão do HAC’ foi considerado um sucesso na realização de procedimentos utilizando a moderna técnica endoscópica a laser nas cirurgias de próstata, bexiga, tumores e até vasectomias.

O prefeito Bernardo Rossi, ao lado do vice-prefeito Baninho e do secretário de Saúde, Silmar Fortes, acompanhou a realização do mutirão e parabenizou a equipe do hospital que vem se destacando na realização de procedimentos inéditos na unidade. A cirurgia minimamente invasiva proporciona ao paciente menos tempo de internação, menor risco de infecções e sangramentos e mais qualidade de vida no pós-operatório.

“Esse mutirão representa um avanço muito grande para a nossa cidade. O Corujão do HAC será estendido para outras especialidades e vamos intensificar a realização para que mais pacientes possam ser operados em um horário que não interfira na rotina do hospital, ou seja, além das cirurgias programadas para o dia, teremos os procedimentos extras noturnos potencializando o serviço no município”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, reforça que o sucesso do mutirão também é devido à equipe, de cerca de 50 profissionais, das diversas áreas que atuaram desde a recepção e acolhimento do paciente, a realização da cirurgia e cuidados pós-operatórios.

“Estamos projetando para este ano a reforma da CME e do Centro Cirúrgico o que vai dar mais qualidade para as equipes e ampliará o serviço com a criação de mais uma sala. Já estamos nos organizando para o próximo mês realizar mais um mutirão de outras especialidades cirúrgicas e de exames. A direção e toda equipe do HAC vem atuando em parceria com a Secretaria para que possamos avançar ainda mais na assistência de Saúde à nossa população”, afirma Silmar Fortes, secretário de Saúde que destaca que o centro cirúrgico do HAC conta com seis salas cirúrgicas e realiza em média 640 procedimentos por mês, entre média a alta complexidade.

Pacientes e familiares elogiam a realização do mutirão
O Hospital Alcides Carneiro realizou no ano passado 699 cirurgias urológicas e a unidade projeta aumento de 10% na assistência da população em 2018. Os 20 pacientes operados nesta quarta-feira (18.04) foram submetidos à nova técnica cirúrgica que é minimamente invasiva. O diretor do hospital, Filipe Furtuna explica que a cirurgia é realizada por meio de um aparelho endoscópico e um bisturi a laser que reduz os impactos de uma cirurgia aberta, além diminuir o risco de infecção e de dias de internação.

“Conseguimos evitar a internação em leitos em CTI e o uso de bolsas de sangue para transfusão. Em grande parte dos casos os pacientes têm alta no dia seguinte à cirurgia. Estamos projetando a expansão dos serviços também na área ambulatorial e assim promover uma assistência ampla junto ao programa Saúde do Homem que já acontece com as ações preventivas e de definição de diagnósticos na Atenção Básica”, reitera o diretor do hospital, Filipe Furtuna.

O morador do Caxambu, Mario Vieira Vasconcelos de 61 anos sofria há dois anos com incômodos e dores. Nesta quinta-feira (19.04) ele se surpreendeu com a melhora dos sintomas após a cirurgia.

“Eu não sei explicar a sensação que eu estou sentindo. Estou mais leve, muito feliz, não sinto nada. A equipe foi muito atenciosa comigo desde quando cheguei e eu não vejo a hora de ver os médicos para agradecer o que eles fizeram por mim ontem. Estava sofrendo com isso há anos e agora posso voltar a ter uma vida normal”, emociona-se.

O senhor Genário José Pereira, 73 anos, morador do Vale do Cuiabá foi operado de um tumor na bexiga e também elogiou o pós-operatório.

“Eu achei que ia amanhecer com dor, sem poder me mexer, mas pelo contrário, eu já até consegui tomar meu café da manhã sozinho. Estou muito satisfeito por descobrir o tumor há 4 meses e já estou operado, achei que fosse ficar em filas esperando”, disse.

A filha do senhor Genário, Adriana da Silva Pereira, ainda elogiou a equipe do PSF do Boa Esperança que diagnosticou rapidamente o problema de saúde do pai.

“O atendimento no posto foi excelente. Pelo exame de sangue a médica já viu que tinha algo errado e mandou ele para um especialista. Quatro meses depois estamos aqui com a cirurgia feita, só tenho que agradecer, pois a qualidade começou desde o primeiro atendimento no posto”, disse.

A equipe de Urologia do Hospital Alcides Carneiro é composta por 7 urologistas que realizam em média 60 cirurgias por mês, desde cirurgias de pequeno às de médio porte e busca ampliar as de alta complexidade. O urologista Pedro Gabrich explica que a qualidade do pós-operatório é devido à realização da técnica cirúrgica minimamente invasiva.

“A equipe está aumentando a atuação nas cirurgias minimamente invasivas (com pequenas incisões) e as cirurgias endoscópicas (pelo canal da uretra), como as cirurgias de laser da próstata ou de tumores de bexiga. Esses procedimentos estão sendo realizados no Brasil recentemente e trouxemos para o SUS uma técnica moderna e que traz variados benefícios para o paciente”, avalia o médico.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Divulgação / Ascom PMP