Créditos: Reprodução/Prefeitura

Prefeitura divulga calendário de vacinação antirrábica animal

Até o fim do ano, a ação ocorrerá em quatro sábados, em diferentes pontos do município.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Prefeitura de Petrópolis divulgou o calendário de vacinação antirrábica animal. Até o fim do ano, a ação ocorrerá em quatro sábados, em diferentes pontos do município. Ao todo, 9.823 animais já foram vacinados, sendo 7.687 cães e 2.136 gatos, o que representa mais de 80% do esperado até o momento nos lugares em que a campanha esteve presente. O evento é promovido pela Coordenadoria de Vigilância Ambiental do Departamento de Vigilância de Saúde.

No próximo sábado (11), as vacinas serão aplicadas em Araras, Itaipava e Vale do Carangola. No dia 25, será na região de Nogueira, Corrêas, Samambaia, Retiro, Mosela, Bingen e Carangola. Já no Centro, Coronel Veiga, Quitandinha, Valparaíso, Castelânea e Meio da Serra, ocorrerá no dia 16 de outubro. Em 27 de novembro, a campanha será finalizada atendendo os moradores da Estrada da Saudade, Cascatinha, Itamarati, Alto da Serra, Morin e Caxambu.

“Vacinar contra a raiva é a única forma de prevenir a doença e manter os animais saudáveis. Vamos atender toda a cidade com a vacinação. Estamos divulgando o calendário, para que as pessoas não precisem se deslocar da sua área de residência para outro bairro. Nos próximos dias divulgaremos os locais e horários exatos em que a vacinação irá ocorrer”, explica o governo interino.

A Coordenadoria de Vigilância Ambiental ressalta que, para a vacinação, os cães e gatos devem ter a partir de três meses de idade. Animais conduzidos por crianças, prostrados, com diarreia ou vômito não serão vacinados. A responsabilidade de deslocamento do animal é do tutor. É obrigatório o transporte de gatos em bolsas pet ou caixas. Os cães devem estar com coleira e guia, e os animais bravos usando também focinheira.

Além disso, a orientação é para que os tutores ou responsáveis com mais de cinco animais na mesma residência com dificuldade de mobilidade, compareçam ao ponto de vacinação com antecedência para que seja avaliada a possibilidade da aplicação da vacina em domicílio.

“É necessária a apresentação de documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência. Após às 14h, a nossa equipe não conseguirá realizar a vacinação em domicílio. Por isso pedimos que as pessoas compareçam com antecedência”, ressalta a coordenadora da Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde.

O secretário de Saúde alerta que as orientações devem ser seguidas antes e durante a vacinação:

“Pedimos que a população esteja atenta às recomendações e chegue com antecedência aos pontos de vacinação. As equipes de saúde fazem a triagem de cães e gatos que são levados para a vacinação. Após a imunização, o dono do pet recebe um cartão de comprovação da vacina”.

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda, que acomete mamíferos, podendo ser transmitida aos seres humanos. Caracteriza-se como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%. Os principais sintomas costumam ser salivação excessiva, agitação e distúrbios, como não reconhecer o dono, ver vultos, latir excessivamente e ficar agressivo.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.