Foto: Elias Zauza / Giro Serra

Prefeitura acata ordem da justiça e determina fechamento de bares e templos religiosos

A partir de agora, os estabelecimentos estão proibidos de funcionar.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A prefeitura de Petrópolis acatou a ordem judicial que obriga o fechamento de bares e templos religiosos do município. Neste sábado (19), em seu site oficial, o Município divulgou o documento da 2ª Vara Federal que exige o fechamento imediato dos estabelecimentos. A partir de agora, os estabelecimentos estão proibidos de funcionar.

Confira na íntegra o documento.

O Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis se manifestou sobre a decisão e informa que a categoria deverá cumprir rigorosamente a ordem judicial.

Leia na íntegra o comunicado do sindicato:

O Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Petrópolis expressa que, enquanto não for revertida a decisão do Poder Judiciário de fechamento dos bares e templos religiosos e, assim que vigente o respectivo decreto municipal, deverá ser rigorosamente cumprida a ordem judicial.

Esperamos, entretanto, que tenhamos o quanto antes uma decisão de reforma da ordem de fechamento e que possamos manter vivos os muitos pequenos estabelecimentos, responsáveis por uma quantidade enorme de empregos.

Os protocolos nos estabelecimentos de alimentação estão sendo cumpridos para garantir a segurança de nossos clientes e colaboradores.

O presidente do sindicato, Germano Valente, cita ainda um estudo feito nos Estados Unidos que mostra que a contaminação por covid-19 em bares e restaurantes equivale a menos de 1,5% do total. Já as “sociais” em casas e viagens com amigos correspondem a 75% por serem ambientes que, na maioria das vezes, não respeitam regras de distanciamento, uso de máscaras e álcool em gel.

“Nos estabelecimentos são impostas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS): é disponibilizado álcool em gel, as pessoas devem entrar de máscara e há restrição com relação à capacidade. Fechar os bares não se mostra como uma solução efetiva no combate ao avanço da contaminação por covid-19 porque as pessoas vão se encontrar em outro local e sem os protocolos de segurança”, afirma Germano.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.