Prefeito solicita regulamentação das charretes elétricas ao governo federal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A regulamentação das charretes elétricas no município foi um dos temas abordados pelo prefeito Bernardo Rossi durante reunião com o secretário Nacional de Transportes Terrestres, General Jamil Megid Júnior, nesta quarta-feira (17.07) em Brasília. Será necessária análise técnica do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) do projeto apresentado pela prefeitura para que o órgão federal direcione a normalização desse serviço. O encontro foi mais um passo do governo municipal para manter a tradição dos passeios pelo Centro Histórico sem a utilização dos animais, o que foi definido após a realização do plebiscito em outubro do ano passado.

“Deixamos claro que a nossa primeira medida foi respeitar o resultado das urnas, determinando o fim da tração animal na cidade. Mas também é importante para a nossa cidade a manutenção do serviço de passeios turísticos de uma outra forma. O secretário entendeu a importância da atividade, e agora, precisamos esperar a avaliação do Denatran para que as charretes elétricas sejam regulamentadas”, explica o prefeito Bernardo Rossi. Este tipo de serviço com veículos elétricos é inédito no país.

O fim do uso de animais para tração das charretes foi escolhido por 117 mil pessoas no plebiscito realizado em outubro do ano passado. Após homologação do resultado pelo TSE, a prefeitura decretou a extinção da atividade em março. Desde abril, a prefeitura mantém o atendimento aos charreteiros no Espaço do Empreendedor, no Centro Administrativo, oferecendo diversos serviços gratuitos.

“Eles conseguem se inscrever no Balcão de Empregos, para ter encaminhamento para entrevistas de emprego segundo o perfil de cada profissional”, explica o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Dalmir Caetano. Outra opção é buscar vaga para comércio de ambulante, com uma equipe da Secretaria de Serviços disponível para explicar os procedimentos necessários para isso.

Os profissionais que realizavam os passeios das vitórias ainda podem conseguir encaminhamento junto ao Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (AgeRio) para obter microcrédito de até R$ 15 mil, de acordo com a evolução do negócio. O Detra (Departamento de Trabalho e Renda) e o Cebrac oferecem orientação sobre como se tornar microempreendedor individual (MEI).

Ainda é possível fazer matrícula em cursos informática, nível básico, nos Centros de Inclusão Digital (CIDs) e educação orçamentária no Centro de Excelência e Referência Tecnológica (CERT). Também encontram vaga para Educação de Jovens e Adultos (EJA) ou mesmo vagas de estágio por meio do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) para os filhos.

“Todos os segmentos estão sendo contemplados desde o fim da atividade. É uma preocupação nossa que nenhum setor ficasse sem solução ou atendimento”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

A agenda em Brasília foi acompanhada pelo vice-prefeito Baninho; pelos secretários de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini; de Meio Ambiente, Fred Procópio; de Assistência Social, Denise Quintella; pela subsecretária de Obras, Raquel Motta; pelo diretor de Habitação e Regularização Fundiária, Antônio Neves e pelo deputado federal Vinícius Farah.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.