Prefeito Hingo Hammes inaugura primeiro espaço para acolhimento e tratamento de dependentes químicos da região

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O prefeito de Petrópolis, Hingo Hammes, e o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, inauguraram nesta segunda-feira (20) o primeiro espaço com administração municipal para acolhimento e tratamento de dependentes químicos. A nova Unidade de Acolhimento Adulto Giovana Lopez Martinez é o primeiro equipamento deste tipo criado por uma prefeitura na região. A moradia provisória, localizada no Centro, conta com equipes multidisciplinar e tem capacidade para abrigar simultaneamente até 10 pessoas.

“Desde que assumimos a gestão da prefeitura temos trabalhado para melhorar a infraestrutura da rede de Saúde em diferentes frentes. A inauguração deste espaço hoje, com infraestrutura e com equipe completa de profissionais para atender as demandas específicas e dar acolhimento a estas pessoas, é mais um passo neste sentido”, destacou o prefeito Hingo Hammes, agradecendo a equipe da saúde envolvida com o trabalho.

O novo espaço implementado na rede pública de Saúde vem para somar ao atendimento realizado pelas equipes do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), que tem um trabalho voltado para atendimento a dependentes químicos.

“É uma demanda importante que agora poderemos atender, tornando este espaço realidade. Uma unidade que conta com equipe multidisciplinar para apoio ao tratamento e onde o dependente químico em tratamento encontrará um suporte para se ressocializar, buscar a reinserção no mercado de trabalho, além de reestabelecer vínculos familiares”, explica o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

A unidade conta com assistente social, psicólogo, enfermeiros e controladores de acesso, para a segurança.

“É uma estrutura de apoio que será muito importante para algumas pessoas que são atendidas hoje no CAPS AD e precisam de um suporte maior para reestruturar suas vidas ainda durante o tratamento da dependência química”, considera o diretor do Departamento de Saúde Mental da Secretaria de Saúde Oswaldo Alberto Filho, que atua há 33 anos na rede pública.

A unidade conta com quatro quartos, dois banheiros, sala de estar, cozinha, além de sala com estrutura para atendimento com psicólogo e assistente social. O espaço tem ainda rampa de acesso e banheiro adaptado para portadores de necessidades especiais.

“A inauguração deste espaço é uma conquista para a rede pública de saúde, que passa a dispor de um equipamento de suma importância para dar suporte às pessoas atendidas pelo CAPS AD, que será responsável por avaliar a situação dos atendidos e fazer o encaminhamento. Com isso, eles passam a ter um ambiente onde poderão permanecer por 6 meses, período importante para reestruturarem a vida, conseguirem voltar ao convívio social e resgatarem os laços afetivos e de confiança com a família, fortalecendo seus relacionamentos”, destaca a coordenadora do CAPS AD, Leandra Iglesias. 

A unidade recebeu o nome da servidora pública e psicóloga Giovana Lopez Martinez, graduada em psicologia pela UFRJ e mestre em educação, que atuou durante quase 30 anos no serviço público onde atuou na área de psicologia no Hospital Alcides e no Centro de Atenção Psicossocial Infanto Juvenil,  trabalhando junto a crianças e adolescentes portadores de transtornos psiquiátricos graves. Ela faleceu em 2018.

“Agradecemos ao prefeito, ao secretário de Saúde e toda sua equipe por esta homenagem à Giovana. Estou certo de que de onde estiver, ela está feliz com a conquista deste espaço, que é bem estruturado, e abrigará um projeto de suma importância para a vida das pessoas – um espaço importante não apenas para o resgate do indivíduo que será recebido aqui, mas também para reestruturação de muitas famílias”, destaca o viúvo de Giovana, Sérgio Aquino.

O espaço teve a benção do padre Celestino, da Paróquia do Alto da Serra, que, lembrando o trabalho realizado durante anos na cidade por padre Quinha, destacou a importância da atenção do serviço público de Saúde à questão da dependência química.  “Padre Quinha, que sempre teve um olhar voltado a estas pessoas, certamente gostaria de estar aqui neste momento. Que todos que estarão neste lugar possa seguir trabalhando com foco no bem comum”, destacou o padre durante a benção.

A solenidade teve a presença da secretária de Serviços Segurança e Ordem Pública, Karina Bronzo, do secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, Gil Kempers, do secretário de Esporte de Lazer, Leandro Kronemberg, da superintendente de Atenção Básica, Claudia Respeita e de equipes dos Centros de Atenção Psicossocial e de unidades de Saúde.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.