Prefeito cobra em Brasília repasse atrasado da verba para reforma do Palácio de Cristal

O encontro aconteceu nesta quinta-feira (09.07), em Brasília.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O prefeito Bernardo Rossi se reuniu com o Superintendente Nacional da Caixa Econômica Federal, Sérgio Rodovalho Pereira, acompanhado do vice-governador, Claudio Castro, para cobrar o atraso na parcela de R$ 140 mil para as obras do Palácio de Cristal – que há mais de 20 anos não passava por uma intervenção como esta. O encontro aconteceu nesta quinta-feira (09.07), em Brasília. Para dar continuidade às melhorias que acontecem em um dos atrativos turísticos mais visitados de Petrópolis, é necessário que o Ministério do Turismo repasse a quantia para a Caixa, para que, assim, seja repassada ao município.

Durante a reunião, Bernardo Rossi também cobrou agilidade na aprovação de um projeto de infraestrutura viária, no valor de R$ 20 milhões, através do Finisa (programa de Financiamento para Infraestrutura e Saneamento), para asfaltamento de diversas ruas no município.

“Tivemos uma importante reunião na Caixa e o superintendente se comprometeu a ajudar o município tanto a cobrar o Ministério do Turismo a verba do Palácio de Cristal, quanto em acelerar a aprovação de um projeto que vai promover o asfaltamento em diversas vias. Em um momento de crise, é fundamental que o município busque verbas federais”, explica o prefeito, que esteve na reunião acompanhado também do secretário da Turispetro, Marcelo Valente.

As obras no Palácio de Cristal começaram no ano passado pela empresa Ponta do Céu Urbanização Construções e Paisagismo, vencedora da licitação. Este ano, após a desistência da empresa, a prefeitura rescindiu o contrato e chamou a segunda colocada, a empresa Studio G. O município segue quitando com as medições em aberto (aporte de toda contrapartida contratual, de forma antecipada), faltando apenas a quitação da 3ª medição, em virtude da falta do repasse federal pelo Ministério do Turismo.

“Precisamos que esse repasse seja feito para darmos prosseguimento no trabalho e evitarmos atrasos na entrega da obra. Este é um importante equipamento histórico e turístico do município e a reforma do Palácio é uma conquista para a cidade”, explica Marcelo Valente.

O Palácio de Cristal vai receber banheiros novos e acessíveis, além da troca do piso e de toda a parte elétrica. A reforma vai custar R$ 1.144.768,83, com maior parte do recurso proveniente de emenda parlamentar.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.