© Reuters/Michael Weber/Imago Imagens/Direitos reservados

Preço de vacina para Covid-19 de uso emergencial não será regulado

Resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

As vacinas para Covid-19 autorizadas a serem vendidas emergencialmente no Brasil não terão o preço regulado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED). A resolução n° 6/2020 foi publicada no Diário Oficial da União, assinada pelo secretário-executivo do CMED, Romilson de Almeida Volotão.

“As vacinas contra a covid-19 decorrentes de autorização temporária de uso emergencial destinadas ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância nacional decorrente do surto do novo coronavírus (SARS-CoV-2) não serão objeto de análise da CMED, dado seu caráter experimental”, diz a resolução. 

Nenhuma das quatro farmacêuticas com vacinas na fase final de testes no Brasil pediu autorização da Anvisa para uso emergencial dos imunizantes no Brasil, por enquanto.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.