Alguns postos do Rio de Janeiro já começaram a ser reabastecidos nesta segunda-feira. O primeiro deles, foi o posto Shell, na Avenida Brasil, altura de Irajá, na Zona Norte do Rio. Duas carretas chegaram ao posto por volta das 4h, uma levando 30 mil litros de combustível, e a outra com 25 mil litros. Do total, 10 mil litros são de etanol e o restante é gasolina. Os caminhões chegaram escoltados por equipes da Polícia Rodoviário Federal (PRF).

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustível, Lubrificantes e Lojas de Conveniência do Município (Sindcomb), este posto abastece os carros da Força Nacional de Segurança e seria exclusivo para esse serviço. No entanto, apenas uma das bombas do posto ficou por conta dessa função, abastecendo principalmente viaturas e ambulâncias.

Um posto da Ale na Avenida Brasil, próximo da Casa do Marinheiro, na Penha, também recebeu combustível esta manhã. Os dois caminhões chegaram ao local escoltados por três viaturas e cinco motos do Batalhão de Choque (BPChq). O local estava sem combustível desde sábado.

Segundo a gerente do posto Ale Plus, chegaram 10 mil litros de combustível — 5 mil de álcool e 5 mil de diesel — que só devem durar cerca de duas horas. Uma fila gigante já se formou no local, causando congestionamento na via expressa. O litro do diesel está sendo vendido a R$ 3,35 e o álcool a R$ 3,39.

Na Barra da Tijuca, o posto Ipiranga na Av. das Américas também foi reabastecido e recebeu 5 mil litros, entre gasolina e etanol. Neste posto está liberado para carros particulares abastecerem. Este estabelecimento não precisou de escolta para receber o combustível. O posto Jatinho, na Rua Gruçaí, na Penha, também recebeu 5 mil litros de cada combustível na manhã desta segunda-feira.