O jogo mais esperado de hoje na Copa do Mundo era entre as seleções espanhola e portuguesa, a primeira com um ótimo time e vivendo uma instabilidade depois que Lopeguetti deixou o comando técnico da fúria para comandar o Real Madrid há poucos dias da estreia e  Portugal, seleção de Cristiano Ronaldo, atual campeã da Europa.

Os primeiros dois gols do jogo foram frutos de erros de arbitragem, a penalidade convertida por CR7 aos dois minutos de jogo não existiu, entretanto, o recurso do árbitro de vídeo não foi acionado e o erro persistiu e o gol de empate espanhol marcado pelo hispano-brasileiro Diego Costa teve falta do jogador que aplicou uma cotovelada em outro compatriota naturalizado, o zagueiro Pepe.

No final do primeiro tempo, CR7 deixou sua marca após finalizar de fora da área e o goleiro De Gea falhar de forma estranha, fechando o placar do intervalo em 2 a 1 para os portugueses, deixando uma missão dura para a seleção comandada pelo estreante Fernando Hierro.

No segundo tempo, o ataque espanhol prevaleceu diante da problemática defesa lusitana e assim com gols de Diego Costa, pela segunda vez e Nacho, a fúria conseguiu virar sendo a diferença de um gol para o outro de três minutos e quando tudo parecia encaminhar para uma vitória espanhola, o melhor do mundo marcou seu terceiro gol no jogo e deu números finais ao placar em Sochi.

(imagem A Bola)