Portal dos procurados pede informações sobre os envolvidos na morte do 42° agente de Segurança Pública

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Portal dos Procurados divulga nesta segunda-feira, dia 23/09, cartaz com título – Quem Matou? – para ajudar ao Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pelo Núcleo de Investigação e Vitimização de Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital – DH/Capital e pelo Grupo de Pronta Resposta da Subsecretária de Inteligência da PM/SEPMERJ (GPRI), com informações que possam identificar e prender os envolvidos na morte do Cabo da Policia Militar do Rio de Janeiro Felipe Brasileiro, de 34 anos.

Lotado no GIT – Grupamento de Intervenção Tática -, o agente não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada deste domingo (22), após baleado durante uma operação na comunidade na localidade conhecida com Chuveirinho, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio, na última quarta-feira (18).

No dia da operação, agentes do BAC (Batalhão de Ação com Cães), do Choque e do Bope (Batalhão de Operações Especiais) chegaram à comunidade e foram recebidos a tiros pelos traficantes. No confronto, o cabo da PM foi baleado no tórax e socorrido em seguida para o Hospital Getulio Vargas, em estado grave.

Não era a primeira vez que CB Felipe foi baleado em uma operação. Em março, também no Complexo do Alemão, ele foi ferido por um tiro na coxa.

Este é o segundo PM que morre em circunstâncias violentas em menos de 24 horas. Na tarde de sábado (21), o policial Leandro de Oliveira Silva, de 39 anos, foi atingido por suspeitos durante uma abordagem em Triagem, Benfica, zona norte do Rio.

Com a morte do CB Leandro chega a 42º o número de Agentes de Segurança Pública assassinados no Rio de Janeiro em 2019, sendo 40 da Policia Militar, 01 da Guarda Municipal e 01 da Aeronáutica.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos na morte do CB Felipe favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp do Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procurados.org/, pelo mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo Aplicativo para celular do Disque Denuncia.

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para Grupo de Ação Conjunta (GAC), formado pela DH e PMERJ, encarregadas do caso e que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de Agentes de Segurança Pública no Rio.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.