Policiais da 65ª DP (Magé), com apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio (MPRJ), realizam, na terça-feira (04/12), a “Operação Arca de Noé”, para cumprir 36 mandados de prisão e dois de apreensão de menores contra uma quadrilha de traficantes que atua na localidade da Pinguela, bairro Lagoa, em Magé, na Baixada Fluminense.

De acordo com as investigações, a organização criminosa é responsável por diversos crimes envolvendo extorsão, corrupção de menores, receptação, tentativa de homicídio, tráfico de drogas, lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores, entre outros crimes.

Além de Magé, os mandados estão sendo cumpridos em Petrópolis, Teresópolis, Niterói, Maricá e outras cidades.

A quadrilha era dividida em três grupos. O operacional era liderado pelo chefe da organização, Leonardo Pinto Salvador, conhecido como Léo Tite”. O logístico fornecia condições materiais e apoio à organização criminoso, enquanto que o financeiro fornecia contas bancárias para a lavagem do dinheiro.

Fonte: Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro