Polícia Civil realiza operação para desarticular organização criminosa de tráfico associada à facção paulista que atua no Sul Fluminense

Os alvos são responsáveis pela criação e manutenção de um “Eixo Rio-São Paulo” no tráfico de drogas.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, por meio da 90ª DP (Barra Mansa), com o apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizou hoje uma operação conjunta no bairro de Senador Camará, com desdobramentos na comunidade Vila Aliança, ambos na Zona Oeste. A ação visava cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão expedidos pela 1ª Vara Criminal de Barra Mansa.

A operação foi fruto de trabalho de inteligência  da Polícia Civil, desenvolvido devido à potencialidade lesiva dos alvos, que possuem investigações por crimes de tráfico de drogas e homicídios e suposta vinculação com facção paulista. Além disso, a localidade estava cercada por barricadas, algumas com “seteiras” (canaleta na barricada que facilita que traficantes se abriguem para atirar diretamente nas equipes policiais), além de trilhos e veículos, como ônibus e carros, atravessados em ruas e vielas.

Os alvos são responsáveis pela criação e manutenção de um “Eixo Rio-São Paulo” no tráfico de drogas. A organização Fluminense, em associação com a facção de São Paulo, já teve uma refinaria de drogas estourada recentemente, com várias prisões.

A operação terminou com uma pessoa presa, diretamente envolvida com a facção no Sul Fluminense, que já tem passagem pela polícia. Um homem, que portava um fuzil e uma pistola, efetuou disparos contra os policiais em um dos locais de busca e apreensão. O criminoso, que também tinha diversas anotações policiais, foi baleado em confronto e socorrido.

No decorrer das investigações já foram feitas quatro prisões em flagrante, entre essas, a prisão do líder de uma facção no bairro Vale Verde, em Volta Redonda, onde ele e outros dois homens foram surpreendidos em uma refinaria de drogas que funcionava em uma casa de luxo no bairro Laranjal, também no município. No local, foram apreendidos de seis quilos de pasta base de cocaína, quatro veículos de luxo, 13 aparelhos celulares e produtos diversos para a manipulação e mistura das drogas.

Um dos alvos da operação já ficou preso durante 16 anos, por diversos crimes, entre eles, por ter matado um policial na cidade do Rio de Janeiro.

Na investigação que está em andamento, já foram apreendidos cerca de 48 quilos de pasta base de cocaína e 12 veículos adquiridos pelo grupo criminoso com o proveito do crime, alguns deles utilizados no transporte das drogas do Estado de São Paulo para o Rio de Janeiro.

Fonte: Secretaria de Estado de Polícia Civil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.