Polícia Civil prende quadrilha que atuava no Aeroporto Tom Jobim

Sete pessoas foram presas

Policiais civis da Delegacia do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (DAIRJ) prenderam em flagrante, nesta segunda-feira (14), sete integrantes de uma quadrilha que atuava no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). A equipe da delegacia foi alertada por funcionários do local sobre indivíduos em atitude suspeita próximos às agências bancárias do Terminal 01, que já teriam passado tempo considerável no mesmo local em dias anteriores.

Os agentes foram até o lugar e capturaram seis pessoas. Continuaram em diligência e prenderam a sétima pouco tempo depois. Todos foram autuados por associação criminosa e um deles, também, por uso de documento falso. Segundo apurado, um dos presos atuava como aliciador, responsável por conseguir contas bancárias para receber recursos de origem ilícita. 

Por meio de imagens de câmeras de segurança, os agentes identificaram, ainda, o líder do grupo, que não foi preso, nesta segunda-feira, por não estar presente no momento da abordagem. Ele seria integrante da milícia que atua no Terreirão, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, e teria a responsabilidade de dividir a função de receber recursos, ocultando a real titularidade e origem do dinheiro, provenientes de contas do estado do Mato Grosso.

As imagens obtidas mostram o líder da quadrilha acompanhando correntistas até os terminais bancários, realizando saques em moeda estrangeira. Esses correntistas que “emprestam” as contas ficam com 5% do valor, repassando outros 5% para o aliciador. O restante vai para os líderes do grupo. Das empresas identificadas como remetentes, uma atua na área de saúde, no estado do Mato Grosso, e outra no ramo de viagens e turismo. 

As investigações prosseguem para apurar os crimes praticados por este grupo e identificar outros envolvidos em atividades ilícitas no Aeroporto do Galeão.

Fonte: Secretaria de Estado de Polícia Civil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também