Polícia Civil prende no Rio, grupo investigado por marcar encontros sexuais, dopar e extorquir vítimas

O grupo de criminosos já estava sendo monitorado.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

OfIciais de Polícia Civil da 10ª Delegacia de Polícia, em Botafogo, prenderam em flagrante três pessoas pelo crime de extorsão mediante sequestro. Os acusados são investigados por marcar encontros sexuais, dopar e obrigar as vítimas a realizarem transferências bancárias.

O grupo de criminosos já estava sendo monitorado. Segundo a polícia, um dos presos combinou um encontro sexual com uma vítima em um motel. Após chegar no local, dois comparsas surpreenderam o cliente a aplicaram o golpe, sob emprego de violência.

A equipe de agentes da 10ª Delegacia de Polícia fez uma ação de inteligência e monitoramento, identificou a vítima e foi até o motel, localizado em Botafogo, Zona Sul da cidade do Rio. Ela foi abordada pelos policiais, aparentando nervosismo, atordoamento e com marcas de agressão.

A vítima contou aos policiais que foi forçada a fazer transferências à contas bancárias indicadas pelo grupo, que ainda se encontrava em um dos quartos da hospedaria. Os agentes entraram e encontraram os criminosos. Na bolsa de um deles foram achados medicamentos utilizados para dopar a vítima, além de uma quantidade de droga. Segundo os policiais, parte do grupo já estava sendo investigado pela prática de crimes semelhantes.

A prisão aconteceu na sexta-feira (17).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.