Polícia Civil prende miliciano acusado de provocar morte de menina de 9 anos em Duque de Caxias

O indivíduo é extremamente perigoso e possui diversas passagens criminais, como homicídios, formação de quadrilha e furtos de combustível.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) prenderam, no sábado (10), um integrante de uma milícia de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, acusado de envolvimento na morte de Ana Cristina Pacheco, de apenas 9 anos. O crime ocorreu em abril de 2019. Ele e outros comparsas perfuravam um duto de combustível, em Duque de Caxias, quando houve um vazamento. A menina caiu dentro do poço de gasolina quente, tendo 80% do corpo queimado. Ela faleceu um mês depois.

O criminoso foi localizado no município de Cabo Frio, na Região dos Lagos, após trabalho de inteligência e monitoramento. Segundo as investigações, o indivíduo é extremamente perigoso e possui diversas passagens criminais, como homicídios, formação de quadrilha e furtos de combustível. Ele é acusado, ainda, de atentar contra a vida de policiais civis após uma tentativa de prisão, em fevereiro de 2020, reagindo com disparos de arma de fogo e fugindo ao cerco policial.

Segundo os agentes, para realizar a prisão foi utilizada uma embarcação para efetuar a abordagem em Cabo Frio. Desta forma, os policiais minimizaram todos os riscos com planejamento e ação cirúrgica.

Fonte: Ascom PCERJ

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.