Polícia Civil prende integrantes de quadrilha especializada em roubar casas de luxo na Região Sudeste

Segundo os agentes, os bandidos foram flagrados quando estavam prestes a roubar uma casa em um condomínio de luxo, em Itaipava, no município de Petrópolis.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Policiais civis da 105ª DP (Petrópolis) prenderam em flagrante, nesta quarta-feira (17/03), três bandidos especializados em roubar residências de luxo em estados da Região Sudeste, principalmente no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Com eles foram apreendidos três revólveres calibres 38 com numerações raspadas, toucas ninjas, luvas, alicates e um veículo usado para transporte dos criminosos e do material roubado.

Segundo os agentes, os bandidos foram flagrados quando estavam prestes a roubar uma casa em um condomínio de luxo, em Itaipava, no município de Petrópolis. Eles estavam sendo investigados pela 105ª DP desde o final de janeiro deste ano, quando invadiram uma residência, mantiveram um casal refém, roubaram diversos bens e R$ 300 mil em jóias. As investigações apontaram que, durante o segundo semestre de 2020 e primeiro trimestre de 2021, o grupo praticou cinco roubos, sendo dois em Itaipava e três na Região Oceânica de Niterói, gerando um prejuízo de R$1 milhão às vítimas.

Ainda de acordo com os agentes, a suspeita é que os criminosos agiam há pelo menos três anos e atuavam utilizando táticas para não serem descobertos. Além disso, o grupo também agia com extrema violência, deixando as vítimas presas por longos períodos em cárcere privado e praticando tortura psicológica. A prisão dos bandidos também evitou um roubo a uma residência, que seria realizado pelo trio em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Os criminosos responderão pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, associação criminosa e resistência. Os presos foram encaminhados ao sistema prisional e ficarão à disposição da Justiça.

As investigações prosseguem para identificar outros envolvidos no crime.

Fonte: Ascom PCERJ

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.