Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) realizam, na manhã desta quinta-feira (01/11), a operação “Undercover” para desarticular uma organização criminosa de traficantes que atua no Morro do Urubu, nos bairros Abolição e Pilares. Até o momento dez pessoas foram presas, entre elas o gerente do tráfico da comunidade, Luciano Pereira de Castro, o “Bracin”. Armas e drogas também foram apreendidas.

A investigação da Delegacia de Combate às Drogas apurou que os traficantes agiam disfarçados de mototaxistas no intuito de não serem identificados pela polícia. Os criminosos ficavam baseados nas ruas de acesso à comunidade. Ali eles recebiam as encomendas das drogas dos usuários e iam até o interior da comunidade buscar os entorpecentes.

Durante oito meses os policiais monitoraram o grupo com ações de inteligência, sendo possível identificar os principais pontos de atuação deles, assim como a movimentação armada e a venda de drogas no interior do Morro do Urubu. De acordo com a DCOD, essa é uma nova forma de atuação do tráfico que permitia ao criminosos, em eventuais abordagens policiais, não serem flagrados com as drogas.

Os criminosos vão responder por tráfico e associação para o tráfico e organização criminosa. Ao todo foram expedidos 13 mandados de prisão preventiva pela Justiça, entre eles o chefe do tráfico da comunidade, Thiago Luís Domingos da Silva, conhecido como “Messi”.

A operação contou com o apoio de 150 policiais do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), da CORE, SAER e da PRF.