A parceria da prefeitura com a Enel Distribuição Rio dentro do Plano Verão zerou as interrupções de fornecimento de energia nas três áreas onde foram feitos os enterramentos da rede de alta tensão um preparativo para o último Verão. Na Avenida Getúlio Vargas (Quitandinha), Rua Pedro Stumpf Sobrinho (Centenário) e Rua Dr. Agostinho Goulão (Bonfim) não foram registradas quedas de energia na época de chuvas fortes. Por isso, prefeitura e Enel articulam segunda etapa do projeto que poderá beneficiar mais de 100 mil pessoas em cinco regiões. O programa foi discutido nesta quarta-feira (02.05) entre o prefeito Bernardo Rossi e os representantes da concessionária.

A parceria entre prefeitura e a concessionária iniciou em novembro do ano passado com o enterramento da rede de alta tensão (que faz o fornecimento de energia para os clientes) em locais com vegetação extensa e deslizamento de terra. Foram escolhidos locais suscetíveis a interrupções por quedas de galhos de árvores sobre a fiação.

Nos locais escolhidos a Secretaria de Obras fez cerca 700 metros de canaletas e a concessionária enterrou a fiação que faz a distribuição da energia para cerca de 38 mil pessoas. Segundo a Enel Distribuição Rio, em anos anteriores chegavam a ser registrados até seis interrupções de maior complexidade (ou seja, que demandavam mais tempo para restabelecimento) nesses locais. No último verão, não houve problemas.

“Tem sido uma parceria bem bacana, a prefeitura tem um bom diálogo com a Enel e são muitos acertos trabalhando junto. O primeiro projeto foi um sucesso e muito positivo para os dois, porque ganha todo mundo: primeiro, o cliente, que não sofre mais com interrupções no fornecimento, e depois a prefeitura e a concessionária, com a satisfação da população”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Sempre que ocorre uma interrupção de fornecimento, a concessionária consegue constatar rapidamente a necessidade de reparos – porém, só é possível descobrir as causas e qual o serviço necessário, no próprio local onde isso aconteceu. É isso que torna o trabalho de restabelecimento do serviço complexo, já que esse isso pode levar algumas horas em casos mais graves, como em queda de árvore sobre um poste em local de difícil acesso.

“Dessa vez nós escolhemos locais estratégicos, com mais quantidade de árvores. Acredito que não vamos mais ter problemas se conseguirmos fazer nessas áreas o que já fizemos na primeira etapa”, destaca o responsável pelo Polo Serrano da Enel, Rodrigo Almeida.

Esse trabalho faz parte do Plano Verão, época em que mais chove e acontecem essas ocorrências. O rompimento da alta tensão faz com que toda a região atendida fique sem fornecimento de energia, o que exige maior mão de obra para o restabelecimento da distribuição.

Novas áreas de trabalho
Por causa do bom resultado do trabalho, prefeitura e Enel Distribuição Rio já estão planejando ampliar a parceira para enterramento da rede de alta tensão. A concessionária de fornecimento de energia apresentou proposta para realizar o trabalho em cinco locais com vegetação extensa: Rua Domingo José Martins (Nogueira), Rua João Xavier (Duarte da Silveira), Rua Olavo Bilac (São Sebastião), Rua Pedro Elmer (Itamarati) e Granja Brasil (Itaipava) – totalizando 2,2 km de rede subterrânea. Dessa vez, o número de clientes que podem ser beneficiados passa de 26 mil.

Na Rua Domingo José Martins, em Nogueira, por exemplo, o trabalho proposto é de enterramento da rede em 570 metros. Com isso, quase 5 mil clientes de Araras, Feirinha de Itaipava, Sítio da Ponte, Águas Lindas, Calembe e Estrada da União Indústria.

Na Rua João Xavier, Duarte da Silveira, a obra prevista é de 740 metros. São pouco mais de 4 mil clientes em Centenário, Duarte da Silveira, Moinho Preto e Alberto de Oliveira.

Já na Rua Olavo Bilac, no São Sebastião, serão mais de 8 mil clientes beneficiados em Alto da Serra, Sargento Boening, Praça Pasteur, Castelânea, São Sebastião e Siméria. A intervenção é em 310 metros.

Na região da Rua Pedro Elmer, Itamarati, a proposta é de 190 metros de rede subterrânea para beneficiar quase 6 mil clientes de Itamarati, Estrada da Saudade, Rua Ipiranga, Rua 13 de Maio, Av. Barão do Rio Branco e Quarteirão Brasileiro.

Por fim, o projeto de enterrar a alta tensão na região da Granja Brasil, em Itaipava, por 400 metros e vai favorecer mais de 3,5 mil clientes de Estrada União e Indústria, Manga Larga, Parque Municipal, reta de Itaipava, Catobira e Granja Brasil.

Após a apresentação da proposta da Enel para a prefeitura, agora serão definidos detalhes operacionais para que as intervenções possam começar o mais rápido possível.

“Estamos buscando uma segunda etapa para esta parceria de sucesso, apresentando novos projetos para dar continuidade a esse trabalho que foi piloto por aqui e já está sendo levado para outros locais”, destaca o executivo de governo da Enel Distribuição Rio, José Américo.

A apresentação do projeto foi acompanhada também pelo vice-prefeito Baninho; pelo secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), Djalma Januzzi, do diretor-presidente do Inpas, Fernando Fortes, e pelo diretor de Soluções B2G, Carlos Eduardo de Souza.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Divulgação / Ascom PMP