Foto: MARCO BERTORELLO / AFP

Pierre Cardin, estilista ícone do ‘prêt-à-porter’, morre aos 98 anos na França

O estilista foi um dos responsáveis pela retomada da alta costura na França pós-guerra e ícone do "prêt-à-porter".

O estilista francês Pierre Cardin morreu aos 98 anos nesta terça-feira (29), no hospital de Neuilly-sur-Seine, ao lado de Paris. A morte foi confirmada pela família à Agência France Presse, mas a causa não foi divulgada.

“Dia de grande tristeza para toda a nossa família, Pierre Cardin já não está. O grande costureiro que foi, atravessou o século, deixando à França e ao mundo uma herança artística única na moda, mas não apenas isso”, escreveu a família em um comunicado. “Todos temos orgulho da sua ambição tenaz e da ousadia que demonstrou ao longo da vida.”

Vanguardista, o estilista foi um dos responsáveis pela retomada da alta costura na França pós-guerra e ícone do “prêt-à-porter”. Também introduziu grandes tendências da moda, como as coleções exclusivamente masculinas e as peças unissex.

Cardin também foi pioneiro nas licenças no mundo da moda, o que permitiu a internacionalização de seu trabalho. Com sede na França, sua grife se tornou muito popular na Ásia e nos Estados Unidos. Além da moda, Cardin tinha negócios de hotelaria, perfumaria e restaurantes, que fazia questão de administrar.

No ano passado, um documentário em sua homenagem foi exibido no Festival de Veneza. “House of Cardin”, de P. David Ebersole e Todd Hughes, mescla momentos-chave de sua carreira com um retrato pessoal do estilista.

Fonte: G1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também