O deputado estadual Jorge Picciani (MDB-RJ) deixou por volta de 19h30, desta quarta-feira (28), o presídio José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio. Ele saiu em uma viatura da Polícia Federal.

O Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu a soltura do deputado que deverá cumprir, a partir de agora, prisão domiciliar.

Picciani, segundo advogados, não utilizará tornozeleira eletrônica, mas terá que passar por uma avaliação médica a cada dois meses para atestar o estado de saúde. Se for comprovado melhora no seu quadro de saúde poderá voltar para o sistema prisional do Rio.

A determinação se deu após Picciani alegar agravamento de seu quadro de saúde na prisão. A defesa do deputado apresentou laudos com quadro de câncer na próstata e bexiga, apontando condições inadequadas na cadeia para a saúde do parlamentar, que tem usado fraldas em razão de incontinência urinária.

Crédito da foto: Reprodução de vídeo / Tv Globo