A Polícia Federal prende o banqueiro Eduardo Plass em nova etapa da Operação Hashtag, desbodramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

PF investiga organização criminosa que praticava crimes com o objetivo de liberar presos condenados pela Justiça

Estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e 4 de prisão em municípios fluminenses.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Nesta quarta-feira (24), a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram a OPERAÇÃO CAMALEÃO.COM, em decorrência de investigações que apuram a possível prática de organização criminosa, crimes de falsificação de documento público, uso de documento falso e fuga de pessoa presa, havendo ainda a possibilidade da prática de crimes funcionais como corrupção.

Estão sendo cumpridos 16 mandados de busca e ae 4 mandados de prisão preventiva, nos municípios de Niterói, São Gonçalo, São João de Meriti, Rio de Janeiro e Belo Horizonte/MG.

Os crimes cometidos tiveram como objetivo a liberação de presos, condenados pela Justiça Federal, que cumpriam pena no sistema prisional do Estado do Rio de Janeiro, com base em alvarás de soltura, certidões e decisões judiciais falsificados.

 Os presos serão conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, onde serão ouvidos e todos os materiais relacionados às práticas criminosas serão apreendidos.

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de JaneiroPF investiga organização criminosa que praticava crimes com o objetivo de liberar presos condenados pela Justiça

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.