PF faz ação contra fraudes previdenciárias no Rio de Janeiro

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Nova Iguaçu e Belford Roxo, na Baixada Fluminense, além do município do Rio.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Polícia Federal (PF) cumpre nesta quarta-feira (1º) quatro mandados de prisão preventiva e oito de busca e apreensão contra acusados de fraudes previdenciárias em duas operações simultâneas. A Operação Falsum Identiatis tem mandados cumpridos na cidade do Rio e investiga um grupo criminoso especializado na falsificação de documentos de identidade para obtenção de benefícios indevidos.

Já a Operação Patronos investiga a possível participação de advogados e despachantes na obtenção de pensões fraudulentas no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O esquema funciona por meio da falsificação de documentos que simulam um vínculo conjugal entre pessoas falecidas e os beneficiados pelas fraudes. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Nova Iguaçu e Belford Roxo, na Baixada Fluminense, além do município do Rio.

Segundo a PF, a desarticulação dos grupos criminosos evitou um prejuízo de R$ 20 milhões aos cofres públicos. As operações contam com apoio do Núcleo Estadual da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista no Estado do Rio de Janeiro, órgão vinculado ao Ministério do Trabalho e Previdência.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.