Petrópolis volta a ter um depósito veicular municipal, com serviço próprio de reboque

Além dos serviços da própria CPTrans, depósito e reboques poderão ser utilizados em apoio ao Detran e o Detro, que são os responsáveis por operações de trânsito para checagem de documentação e verificação das condições dos veículos.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Petrópolis voltou a ter nesta segunda-feira (31) um depósito veicular municipal e serviço próprio de reboque. Com os serviços, a Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) poderá atuar com mais agilidade na resposta às denúncias recebidas pela companhia, especialmente no que se refere a veículos abandonados ou estacionados irregularmente, que com frequência prejudicam a circulação de ônibus e outros veículos de grande porte.

“A CPTrans recebe muitas reclamações de veículos abandonados, carros parados na porta de garagens ou em local proibido, impedindo a passagem dos ônibus, caminhões de coleta de lixo e outros serviços. Com o reboque, teremos mais agilidade para atender a população e mais eficácia para coibir as irregularidades, o que sem dúvida terá impactos positivos na mobilidade urbana”, frisou o prefeito interino Hingo Hammes, que esteve nesta segunda no terreno de 23 mil metros quadrados onde começou a funcionar o depósito acompanhado de vereadores e de representantes da Secretaria de Segurança e Ordem Pública, Defesa Civil, Guarda Civil, Polícia Militar e Polícia Civil.

Para o presidente da CPTrans, Luciano Moreira, a medida é um grande avanço para o município. “O depósito será, pela primeira vez, totalmente administrado pela companhia, assim como os dois reboques. Daremos respostas mais rápidas à população. Em caso de denúncias, basta que a pessoa ligue para 2237-1703. À noite, também é possível ligar para a Guarda Municipal pelo 153”, avisou, lembrando que o espaço do depósito municipal também será utilizado para os serviços de confecção de placas e sinalização, que funcionavam em outro endereço.

Além dos serviços da própria CPTrans, depósito e reboques poderão ser utilizados em apoio ao Detran e o Detro, que são os responsáveis por operações de trânsito para checagem de documentação e verificação das condições dos veículos. Até hoje, as operações eram realizadas por estes órgãos com outros reboques e os veículos, quando apreendidos, eram levados para depósitos veiculares em outras cidades (geralmente, Duque de Caxias), dificultando a vida do motorista que tentava reaver o veículo.

Para o delegado Nei Loureiro, titular da 106ª DP (Itaipava), com os novos equipamentos será possível realizar um número maior de operações e, consequentemente, coibir atos criminosos, como roubos e furtos. “Estudos mostram que muitos roubos e homicídios foram praticados com motocicletas sem placa”, explicou.

O major PM Sandro Alves, subcomandante do 26º BPM também esteve no depósito público municipal e destacou que a unidade irá permanecer atuando em parceria com a companhia e as outras instituições. “É um ganho para a cidade”, disse.

Os vereadores Marcelo Lessa, Marcelo Chitão, Junior Coruja e Domingos Protetor também estiveram no local e elogiaram a iniciativa do governo municipal. “É uma forma de coibir a circulação de veículos irregulares, principalmente das motos barulhentas, que incomodam muito a população. Outra vantagem é que veículos rebocados em Petrópolis não serão mais levados para outros municípios. O proprietário poderá resolver tudo na cidade”, opinou Lessa.

Petrópolis estava sem o serviço de remoção e depósito de veículos desde 2018.

Fonte: Ascom Prefeitura de Petrópolis

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.