Petrópolis: Vigilante de banco morre em hospital de referencia da covid-19

O profissional, de 37 anos, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Aparecida, no Valparaiso
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um vigilante que trabalhava na agência do Banco do Brasil da Rua do Imperador morreu neste domingo (13). O profissional, de 37 anos, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora da Aparecida, no Valparaiso, uma unidade de saúde que é referência no atendimento a pacientes com covid-19.

A causa da morte ainda não foi divulgada oficialmente pela Vigilância Epidemiológica. A pasta esclareceu que apenas o órgão pode confirmar as mortes por coronavírus no município. Isso deve acontecer após o recebimento do atestado de óbito e o exame para o coronavírus, o que será feito ao longo da próxima semana.

Dados do Detalhamento Covid-19 apresentados pelo município mostram que 28 mortes na cidade estão análise e podem ter sido provocadas pelo novo coronavírus. Apesar disso, ainda é necessária a confirmação da doença através do resultado dos exames. Em Petrópolis, 325 pessoas já morreram em decorrência da doença.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.