Petrópolis terá escola militar em 2020

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Pleito do prefeito Bernardo Rossi junto ao governo do Estado, a cidade terá em 2020 uma escola militar. O anúncio foi feito nesta segunda-feira  (08.07) à tarde em reunião com secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes e o deputado estadual Sergio Fernandes, na sede da Secretaria de Estado de Educação, no Rio.

Petrópolis é a terceira cidade do Estado a ter uma escola militar. “É importante a cidade estar incluída nos projetos estaduais e ter uma unidade com este perfil é um diferencial para o ensino ofertado pelo Estado na cidade. É uma parceria que queríamos muito e que vamos colocar em prática para estar funcionando o mais rápido possível”.

Caberá à prefeitura a cessão de um prédio e o custeio de água e luz. O quantitativo de alunos atendidos e as turmas serão estabelecidos de acordo com o espaço que será disponibilizado.

De acordo com o Secretário de Educação, Pedro Fernandes, o Governo do Estado vai dar o suporte necessário para o projeto. “A matriz de ensino será através da Base Nacional Comum Curricular, com oferta de atividades diferenciadas no contraturno”, explica. A meta do governo é ter mais 27 escolas militares no Estado.

Neste ano, duas novas unidades militares já foram inauguradas: em Volta Redonda, o Primeiro Colégio do Corpo de Bombeiros Militar funciona no Ciep 403 – Maria de Lurdes Giovanetti, que estava desativado e foi doado pela Secretaria de Estado de Educação. Já o Segundo Colégio do Corpo de Bombeiros Militar, em Miguel Pereira, foi instalado no Ciep 494 – Alexandre Carvalho, apontado pela Prefeitura da cidade.

Já o deputado Sérgio Fernandes destaca que a unidade será uma escola a mais. “Não haverá fechamento de nenhuma unidade, nem substituição de uma escola tradicional para uma militar. É uma nova unidade, ela se soma à rede estadual em Petrópolis. Isso é muito importante frisar, porque são mais vagas, mais opção em educação”, destaca.

Para a secretária de Educação, Marcia Palma, presente ao anúncio da parceira, este será mais um reforço para a educação petropolitana. “Petrópolis é referência na educação pública de qualidade e a novidade vem a somar com as diferentes formas de ensino. Já temos 15 escolas que oferecem educação em tempo integral e, percebemos o quanto a permanência do aluno nas dependências das unidades escolares têm reflexo positivo no aprendizado”, disse.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.