O Conselho Municipal de Cultura definiu, em assembleia na noite desta segunda-feira (05.02), a data para sua Conferência Municipal, que acontecerá nos dias 18 e 19 de maio. Apesar de a lei do Sistema Municipal de Cultura prever conferências a cada dois anos, ela não era realizada pela prefeitura desde 2013. Ainda este mês, a comissão organizadora – formada também nesta segunda-feira – vai se reunir para elaborar as regras de convocação, como inscrições e prazos, além do local da conferência.

A Conferência Municipal de Cultura será um espaço destinado ao encontro entre a sociedade civil e o poder público com o objetivo de debater e propor políticas, programas e ações a serem aplicadas e desenvolvidas no setor. As propostas em discussão na cidade serão levadas à 4ª Conferência Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, nos dias 1° e 2 de junho, de onde sairão os delegados para a etapa Nacional, realizada em Brasília.

“Petrópolis sempre foi protagonista junto aos sistemas de cultura. Fomos uma das primeiras cidades a ter seu Sistema Municipal de Cultura consolidado, então uma das nossas prioridades é fazer com que esse sistema realmente funcione da forma que tem que funcionar”, destaca Leonardo Randolfo, presidente do Conselho e diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE).

A comissão organizadora da conferência é formada por dois representantes do poder público, Randolfo e Leonardo Cerqueira, do IMCE; e dois da sociedade civil, Diana Iliescu, do segmento Audiovisual, e Pedro Fernandes, do segmento de Teatro. A conferência trabalhará em composição com Entidades Culturais, Movimentos de Cultura, Artistas, Produtores e Animadores Culturais, Arte Educadores, Pesquisadores, Instituições de Ensino, etc.

As conferências municipais estarão em sintonia com o tema e sub  temas da etapa estadual e nacional, em cumprimento a Lei 7035/2015 – Sistema Estadual de Cultura do RJ (SIEC RJ).

Durante a reunião do conselho, também foram discutidos assuntos como o edital de pareceristas, com a aprovação de novo formato. A expectativa é de que, após lançado o edital, o banco de dados esteja disponível a partir de abril. Outro assunto foi o anúncio do encontro de secretários de Cultura do estado em Petrópolis, com a presença do ministro da pasta, Sérgio Sá Leitão, em março.