Foto: Divulgação/ASCOM

Petrópolis sedia encontro de gestores municipais da assistência estadual

De acordo com a secretária de Assistência Social, Rosane Borsato, Petrópolis marcou presença importante nesse encontro que visa valorizar as ações aos mais vulneráveis.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (COEGEMAS) da Região Serrana, com o apoio da Prefeitura de Petrópolis, realizou nesta quarta-feira (7) uma reunião sobre projetos e ações com o Governo do Estado. O encontro aconteceu no auditório da Centro Educacional Terra Santa, com a participação de gestores e técnicos da assistência social de 10 municípios do estado.

De acordo com a secretária de Assistência Social, Rosane Borsato, Petrópolis marcou presença importante nesse encontro que visa valorizar as ações aos mais vulneráveis.

“O encontro dos municípios da Região Serrana, sob a coordenação de Petrópolis, nos possibilita revigorar a luta em prol da assistência social, trazendo para a discussão problemas comuns a todos e, também, inerentes às particularidades de cada um dos municípios. Isso mostra a atenção do governo municipal ao tema”, explicou a secretária.

Os municípios representados no encontro foram Cordeiro, Trajano de Morais, Carmo, Bom Jardim, Nova Iguaçu, Macuco, Teresópolis, Nova Friburgo, Mesquita e Duas Barras. Representantes da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos também participaram do encontro.

Na pauta de discussão entre os gestores, os repasses financeiros para o incremento do trabalho da assistência social na pandemia e políticas para as pessoas em situação de vulnerabilidade. As discussões darão origem a um documento que será encaminhado, na semana que vem, para buscar apoio do governador Cláudio Castro às atividades desenvolvidas na área social no interior do estado, intercedendo inclusive junto ao Governo Federal.

“Os assuntos pautados são encaminhados ao Colegiado Estadual (COEGEMAS) e, em nome do colegiado, levados às diversas instâncias governamentais. A assistência, por ser financiada de forma tripartite, precisa dialogar com todos e a formação de blocos por região fortalece nossas pautas junto ao Estado e, consequentemente, junto ao Governo Federal”, finalizou Rosane Borsato.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.