Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrópolis

Petrópolis realiza primeiro dia de imunização para profissionais que atuam na Educação Infantil

Cadastro prévio deve ser feito no site da prefeitura.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Seguindo as orientações do Plano Nacional de Vacinação, Petrópolis iniciou nessa quarta-feira (02/06) a vacinação para os profissionais da Educação das redes públicas e privada que atuam na Educação Infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e também os que trabalham nas escolas que têm turmas da educação infantil (professores dessas turmas, servidores de apoio e equipes gestoras). A vacinação desse público está ocorrendo na Casa da Educação Visconde de Mauá, mediante cadastramento prévio no site da prefeitura: www.petropolis.rj.gov.br

“A disponibilização de vagas para o cadastramento é feita de acordo com a quantidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde para serem destinadas a este público. A vacinação foi possível graças ao recebimento de novas doses, no início desta semana, e a imunização continuará. À medida que mais doses sejam disponibilizadas, todos serão contemplados”, afirma o prefeito interino, Hingo Hammes.

“Petrópolis continua como referência na vacinação e o espaço está preparado para receber esse público. Reforçamos que é um momento em que precisamos ter calma, apesar da ansiedade. O número de vagas é disponibilizado de acordo com o número de doses recebidas pelo município, então, a pessoa pode acessar o sistema e não haver vaga naquele momento. Mas novas vagas são abertas diariamente ou com a chegada de novas remessas de vacina. Esta organização é importante para garantir que todos os que forem ao posto de vacinação tenham a vacina disponível”, explica a secretária de Educação, Marcia Palma.

Margarete Vieira, diretora do CEI Terra Santa foi uma das funcionárias da Educação Infantil vacinadas nesse primeiro dia. “Felicidade define o meu dia. Foi um momento muito aguardado. Estou com muitas saudades das crianças. O amor e a preocupação que tenho por elas é enorme e, ao receber a vacina, fico com a esperança de revê-las bem de pertinho”, contou, emocionada.“

A Secretaria de Saúde segue com o planejamento, para que a vacinação avance de acordo com a quantidade de doses recebidas. Temos hoje na cidade mais de 84 mil pessoas que receberam a primeira dose e mais de 36 mil que concluíam o esquema de imunização, com a segunda dose. Com isso continuamos com índices de vacinação superiores às médias do Estado e do país. Seguiremos avançando de forma responsável, a medida em que mais doses cheguem à cidade”, pontua o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

Quem pode se vacinar?

Além de professores, funcionários de apoio, setores administrativos e das equipes gestoras que atuam nas instituições de ensino que atendem educação infantil podem fazer o cadastro. No caso da rede municipal, além do preenchimento de cadastro no site da prefeitura, a Secretaria de Educação informou à Secretaria de Saúde os nomes dos profissionais que estão lotados nos CEIs, Escolas de Educação Infantil e Escolas regulares que atendem as turmas da educação infantil para facilitar na conferência de dados no momento da vacina.

Com relação aos funcionários da rede particular, após o cadastro no site da prefeitura, no dia da vacinação, o profissional deverá levar um documento da escola onde atua, assinado e carimbado pelo responsável da unidade escolar, em papel timbrado, com identificação oficial da escola, informando que, nos afazeres diários, o funcionário atua diretamente ou tem contato com as turmas que atendem à educação infantil.

Podem se cadastrar para a vacinação no momento:

– Profissionais da Educação acima de 18 anos que atuam na Educação infantil (crianças de 0 a cinco anos) em Centros de Educação Infantil e em escolas que têm turmas da educação infantil

– Pessoas com comorbidades acima de 30 anos

– Trabalhadores da saúde com mais de 18 anos

– Pessoas com síndrome de down maiores de 18 anos

– Pessoas com autismo maiores de 18 anos

– Pacientes renais crônicos com mais de 18 anos

– Pessoas com paralisia cerebral maiores de 18 anos

– Pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC) com mais de 30 anos.

– Idosos com mais de 60 anos (aqueles que perderam o chamamento feito anteriormente)

– Gestante e puérperas com comorbidades acima de 18 anos (estas não precisam se cadastrar previamente)

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.