Petrópolis passa a contar com mais 12 leitos de UTI

Com os novos leitos, município mostra mais uma queda significativa nas taxas de ocupação
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O prefeito Bernardo Rossi esteve no Hospital Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Valparaíso, para vistoriar a entrega de mais doze leitos de UTI que irão fortalecer os pontos de atendimento no combate ao coronavírus na cidade. A visita foi realizada na manhã desta terça-feira (09/06). Na unidade, o município possuía, até o momento, 37 leitos exclusivos para o tratamento e internação de pacientes infectados pela doença. Com os novos espaços, Petrópolis passa a contar com 49 leitos disponíveis, no hospital, e 111 no total em todo o município. O hospital ainda deve entregar mais 22 leitos, com previsão até o próximo mês. Todas as unidades fazem parte do plano estratégico da prefeitura para compor a retaguarda necessária ao atendimento e internação de possíveis casos da COVID-19.

Desde o início da pandemia, inúmeras medidas relativas ao acolhimento, tratamento e internação de pacientes infectados foram tomadas pela prefeitura. Ampliação do número de leitos, pactuação com unidades privadas, fechamento das entradas da cidade, criação de um hospital referência no combate à doença e transformação da UPA Cascatinha em UPA Vermelha, entre outras. Medidas que fizeram a diferença e mostram que a cidade vem conseguindo manter o caminho correto na luta contra o coronavírus.

“Petrópolis deu os primeiros passos nessa luta contra a doença muito cedo e, desta forma, garantiu a qualidade dos atendimentos e a proteção da população. Continuamos tentando conscientizar as pessoas sobre a importância do isolamento social e da ajuda de todos para que possamos vencer essa guerra. Estamos no caminho certo e podemos verificar isso através dos números divulgados nos nossos boletins. Enquanto várias cidades do Estado se encontram com a saúde em colapso total, Petrópolis tem 31% de ocupação de leitos de UTI. Estamos provando que podemos avançar na saúde mesmo em meio a uma pandemia”, afirmou o prefeito Bernardo Rossi.

Mais uma importante iniciativa da prefeitura foi a abertura dos pontos de apoio montados no Centro da cidade e em Itaipava. Nos locais são encaminhados, diariamente, pacientes com suspeita da doença, para que sejam atendidos e orientados pelas equipes médicas. “Fizemos tudo pensando na saúde da população e não vamos abrir mão de tudo o que conseguimos até o momento. O trabalho tem sido duro, mas temos muita satisfação em poder ver que estamos bem à frente de muitos municípios que já não têm como tratar e nem onde internar seus pacientes”, completou o prefeito.

Com mais doze leitos entregues nesta terça-feira, Petrópolis passa a apresentar uma taxa de ocupação ainda mais baixa que a exigida pelo Ministério Público, de 80%, relativos a pacientes internados nas unidades de saúde da cidade. Números apontam que, no momento, o índice é de 29.7% em relação às UTIs e 33.9% de leitos clínicos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.