Petrópolis: Não é só do Centro Histórico que vive a Cidade Imperial O município conta com diversas áreas verde para o desenvolvimento do ecoturismo

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Dentre as áreas de preservação ambiental na cidade de Petrópolis, está o PARNASO, ou Parque Nacional da Serra dos Órgãos, como é conhecido por quem gosta de trilhas, cachoeiras, montanhismo e caminhada. O Parque é uma das unidades de conservação mais conhecidas do país, podendo proporcionar vários tipos de aventura.

Sua extensão vai da Cidade Imperial, passando por Teresópolis e chegando a Guapimirim, em uma área equivalente a 20 mil hectares. Esta unidade de preservação ambiental foi criada em 30 de novembro de 1939, sendo o terceiro mais antigo do Brasil.

Na área podem ser encontradas mais de 2.800 espécies de plantas catalogadas pela ciência, 462 espécies de aves, 105 de mamíferos, 103 de anfíbios e 83 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e muitas espécies endêmicas (que só ocorrem neste local).

O Parque Nacional oferece aos visitantes diversas opções de lazer como piscinas naturais, cachoeiras e quedas d’água, trilhas em meio a mata, abrigos de montanha, área de camping e piquenique, além de centro de informações turísticas. Todas as opções de diversão montam como se fosse um quebra-cabeça de paisagens deslumbrantes.

Sede Guapimirim 

As primeiras ocupações que ficaram conhecidas se deram na área mais baixa do

Parque, hoje Sede Guapimirim. O casarão que abriga o Centro de Visitantes Museu Von Martius é remanescente da antiga Fazenda da Barreira, onde por volta de 1844 iniciou-se a aclimatação e o cultivo da quina Cinchona calisaya, de onde extrai-se o quinino, composto medicinal fundamental para o tratamento da malária na época. O nome da fazenda remonta a 1845, quando foi implantado posto de cobrança de impostos na trilha que subia a Serra dos Órgãos, a barreira da Serra do Couto. Até hoje a localidade é conhecida como Barreira.

A Sede Guapimirim está localizada no início da serra Rio x Teresópolis, km 98 da BR – 116. A Sede possui diversas trilhas, cachoeiras e poços de rio, além de estrutura completa para camping com total segurança para os visitantes.

Sede Petrópolis

Situada na Estrada do Bonfim, no Bairro de Correias, em Petrópolis, a Sede foi inaugurada em 1999, e é a porta de entrada para a Travessia Petrópolis x Teresópolis. Ela tem como diferencial  trilhas com diversos níveis de dificuldade que dão acesso à diversos poços e cachoeiras. Esta Sede não possui estacionamento próprio e o acesso pode ser feito por meio da linha de ônibus Terminal Correias x Bonfim/Pinheral.

Na Sede petropolitana é possível chegar ao Véu da Noiva e na Gruta do Presidente depois de 1h30 de caminhada em meio a trilha, ou ao Morro do Açu depois de uma tarde inteira caminhando.

Na parte baixa do Parque é possível realizar trilhas com níveis de dificuldade mais baixos, que são apropriados para crianças e pessoas com pouca mobilidade, possibilitando a chegada no Paraíso, Poço das Bromélias, Poço dos Primatas, entre outros lugares deslumbrantes.

Sede Teresópolis

Localizada na área urbana da cidade, a Sede Teresópolis é considerada a principal do PARNASO. Ela oferece ao visitante infra-estrutura completa de lazer em ambientes naturais, proporcionando um programa agradável para toda a família. Além de inúmeras trilhas com mirantes, poços de rio, centro de visitantes com exposição interpretativa e piscina de água natural, conta com estrada interna com 3 km que facilita o acesso a todos os pontos de visitação.

Entre as atrações estão a maquete com animação e áudio explicando as características do Parque e destacando os principais pontos, reproduções de animais e computadores com apresentação multimídia e jogos temáticos.

Na sala interativa é possível ouvir os cantos de aves e vocalizações de mamíferos ou aprimorar a capacidade de ver os animais na floresta.

O Centro de Visitantes conta ainda com cafeteria e loja de lembranças com camisetas bordadas, livros, suprimentos para passeios no Parque, entre outras lembranças.

Dicas para os visitantes 

  • Ao fazer as trilhas utilize sapatos confortáveis, de preferência que já tenham sido usados anteriormente;
  • Leve garrafa d`água para hidratação. Há pontos de água potável para abastecimento;
  • Fique atento aos avisos de cabeça d`água;
  • Siga às orientações e sinalização dos percursos;
  • Respeite o horário de silêncio nos campings;
  • Mantenha seu lixo com você até encontrar a lixeira apropriada;
  • Não alimente a fauna e mantenha-a viva;
  • Não adicione nem subtraia espécies de flora;
  • Aprecie o som da natureza;

Horário de funcionamento e preços

A bilheteria fica aberta de 8h às 17h e a entrada no parque para visitação da montanha de 6h às 22h, com a compra do ingresso antecipado através do site http://parnaso.tur.br

Veja a tabela-de-valores completa.

Por: Gabriel Malheiros

 

 

 

Fonte: Parque Natural da Serra dos Órgãos

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.