MPRJ aponta necessidade de maior articulação entre os órgãos públicos do município

A promotoria relatou que foram recebidas queixas de pontos de deslizamento onde há notícias de vítimas e não haveria a presença do Corpo de Bombeiros.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Petrópolis, se reuniu, na noite de domingo (20/02), com integrantes da administração municipal e de órgãos estaduais para alinhar e avaliar as ações que estão sendo realizadas em Petrópolis, em decorrência do desastre provocado pelas chuvas na semana passada. Durante o encontro, a promotora de Justiça Vanessa Katz solicitou maior articulação entre os órgãos públicos que atuam na cidade, além da melhoria da comunicação institucional com a população petropolitana.

A promotoria relatou que foram recebidas queixas de pontos de deslizamento onde há notícias de vítimas e não haveria a presença do Corpo de Bombeiros. A corporação sublinhou que a tarefa nesses locais demanda muita técnica devido aos riscos, mas garantiu estar presente em todos as áreas nas quais ocorreram deslizamento de terra. O Ministério Público fluminense orienta a população a realizar denúncias, por meio da Ouvidoria/MPRJ (contatos: telefone 127, whatsapp (21) 99366-3100 ou formulário eletrônico no endereço http://www.mprj.mp.br/comunicacao/ouvidoria/formulario), sobre locais com possíveis vítimas e que não possuam a presença do Corpo de Bombeiros.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.