Petrópolis | Empresas que incentivarem o uso de bicicletas, receberão desconto no IPTU

No Brasil, diversas cidades estão se mobilizando para incentivar as empresas neste sentido.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na sessão plenária desta quinta-feira (02), a Câmara Municipal aprovou uma proposta de autoria da Vereadora Gilda Beatriz (PSD), que visa à concessão de desconto de IPTU às empresas do setor privado que incentivarem seus funcionários a adotar o uso de bicicletas como meio de transporte no translado para o trabalho e seu retorno.

No texto do projeto, elaborado em conjunto com a Associação dos Ciclistas de Petrópolis – ACIPE, a Parlamentar defende que o Poder Executivo poderá estipular os critérios para a concessão do desconto, sendo primordial que as empresas viabilizem e realizem a manutenção adequada de bicicletário e vestiários com capacidade proporcional ao fluxo de funcionários. O bicicletário deve estar disponível para uso de forma gratuita também para os clientes. Com relação ao valor do desconto no IPTU, ficará a critério da Secretaria responsável, não devendo ser superior a 10%.

“Nós precisamos incentivar a cada dia o transporte limpo e sustentável. O ciclismo como modal de transporte, é defendido e incentivado nos países mais desenvolvidos do mundo, e Petrópolis já avança nesse sentido, com o Plano Diretor Cicloviário, na qual eu tenho lutado para que seja implementado como Presidente da Comissão Especial de Mobilidade Cicloviária. E essa proposta, atende tanto na questão da saúde pública, quanto na pauta de mobilidade urbana e preservação do meio ambiente”. – Comenta a Vereadora.

Aprovada a indicação na Câmara, seguirá para que o Prefeito encaminhe a Casa Legislativa na forma de Projeto de Lei.

Alguns países já incentivam o uso da bicicleta pelos trabalhadores no seu deslocamento diário. É o caso da França, que testou por seis meses a remuneração por quilômetro pedalado (€$ 0,25/km) e os Estados Unidos que concede US$ 20 mensais ao profissional que usa a bicicleta para ir ao trabalho.

No Brasil, diversas cidades estão se mobilizando para incentivar as empresas neste sentido. Nos seguintes municípios, já é Lei: São Paulo, Bragança Paulista, Campo Grande, Santa Cruz do Sul, João Pessoa, entre outros.

O uso da bicicleta como alternativa de transporte é parte fundamental da mobilidade urbana em nossa cidade. De acordo com um estudo realizado pelo British Medical Journal, os ciclistas têm 52% menos risco de morrer por doença cardíaca e um risco 40% menor de morrer de câncer. Eles também têm 46% menos risco de desenvolver doenças cardíacas e um risco 45% menor de desenvolver câncer.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.