Foto: Ilustrativa

Petrópolis apresenta queda de roubo de rua e roubo de veículos, diz PM

Um comparativo realizado pelo ISP, mostra a queda de roubos no município

Considerada uma das cidades mais seguras do estado, Petrópolis foi, mais uma vez, consolidada no quesito através de um estudo realizado pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. A Secretaria de Estado de Polícia Militar indica que na área de atuação do 26ºBPM houve melhora nos indicadores estratégicos de criminalidade, dados consolidados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, na área de atuação do 26ºBPM, indicadores estratégicos de criminalidade consolidados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), como roubo de rua e roubo de veículos apresentam queda nas ocorrências”.

Um comparativo realizado pelo ISP, mostra a queda de roubos no município no mês de dezembro de 2020, em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Fonte: Secretaria de Estado de Polícia Militar / Arte: Grupo GIRO

Quando a comparação se faz considerando todo o ano de 2020, em comparação ao ano de 2019, esta queda no indicador de roubos na rua ultrapassa 53%.

Fonte: Secretaria de Estado de Polícia Militar / Arte: Grupo GIRO

Em dezembro de 2020 foram registrados 5 roubos de rua, enquanto no mesmo mês de 2019, foram 17 casos. Considerando o período de janeiro a dezembro, a retração em 2020 foi de -53,56% em relação ao mesmo período de 2019. Os registros caíram de 183 casos em 2019 para 85, ao longo do ano de 2020.

No ano de 2020, embora o mês de dezembro tenha registrado mais casos de letalidade violenta (5) do que em dezembro de 2019 (3), o saldo consolidado para os doze meses do ano apresenta redução neste indicador: houve 23 registros de janeiro a dezembro de 2020, 3 a menos (queda de cerca de -11,5%) diante dos 26 registros verificados em 2019.

Em dezembro de 2020, não foram registrados roubos de veículos. Em dezembro de 2019, foram dois casos. Ao longo dos 12 meses de 2020, houve 9 roubos de veículos; e em 2019, o indicador aponta 26 registros, somando as ocorrências de janeiro a dezembro.

No que se refere a apreensão de drogas e armas, os indicadores também apontam para queda nas ocorrências. Em dezembro de 2020, foram 58 registros de apreensão de drogas, diante de 75 casos no mesmo mês de 2019. A variação foi de -22,7%. Em todo o ano de 220, foram 839 casos, com queda de 15,5%, em relação ao ano de 2019, quando foram registradas 993 ocorrências. Em 2020, as ações do 26ºBPM resultaram na apreensão de 240,65kg de cocaína e 116,51kg de maconha. Em 2019, foram 214,62kg de cocaína e 59,21kg de maconha apreendidos.

Quanto à apreensão de armas de fogo na região de Petrópolis, o mês de dezembro de 2020 apresentou alta nas ocorrências: foram 13 armas apreendidas, contra 5 armas apreendidas em dezembro de 2019. No entanto, ao longo de todo ano de 2020, o saldo de 87 armas apreendidas é menor do que o registrado nos doze meses de 2019: 110 armas.

– O 26ºBPM diminuiu todos os seus indicadores criminais e atingiu a meta no ano de 2020 com destaque para o grande número de apreensões e prisões. Os números do Instituto de Segurança Pública (ISP) refletem o esforço das forças de segurança mesmo durante o período de pandemia no combate à criminalidade – afirma a tenente-coronel Simone de Almeida Silva, comandante do 26ºBPM.

Em todo o estado, os números da incidência criminal referentes a dezembro último concluem as estatísticas de 2020 e ratificam uma política de segurança vitoriosa da Secretaria de Estado da Polícia Militar: todos os indicadores estratégicos – os crimes que mais impactam o cidadão – registraram reduções expressivas em relação ao ano anterior, seguindo a mesma tendência de queda verificada entre 2019 e 2018. Os homicídios dolosos, por exemplo, registram a maior queda dos últimos 30 anos.

Os números consolidados do ISP de 2020 são resultados de um conjunto de estratégias, das quais duas delas merecem destaque: o trabalho cada vez mais articulado dos órgãos de segurança do estado, com a união de esforços entre as secretarias de Polícia Militar, de Polícia Civil e de Administração Penitenciária; e a ampliação permanente e contínua do policiamento preventivo e ostensivo exercido diariamente pelos policiais militares em todo o estado, planejado com base na análise das manchas criminais.

Fonte: Secretaria de Estado de Polícia Militar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também