Começou nesta segunda-feira (26.11) a Campanha de “16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher” no município. A campanha conhecida mundialmente, acontece uma vez por ano em mais 160 países. Em Petrópolis serão oferecidas palestras de conscientização, principalmente nas escolas, ministradas pela equipe do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), subordinado ao Gabinete da Cidadania, com a finalidade de mobilizar os jovens sobre a violência contra mulher e reforçar as ações de proteção que o município disponibiliza. A abertura oficial do evento aconteceu na Casa dos Conselhos.

            Celebrando a campanha, a abertura contou com uma palestra com a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas (CAPS Ad 3), Leandra Iglesias, com o tema “Interface da Violência Contra Mulher e Abuso de Álcool e Drogas”, além de uma homenagem à primeira mulher subcomandante da Guarda Municipal, Cláudia da Conceição.

            “Não podemos falar de violência contra a mulher sem falar no uso abusivo de álcool e drogas. São grandes os efeitos físicos e emocionais vividos por essas mulheres. Contextualizamos esse agressor, e a personalidade desses homens que ‘descontam’ nas mulheres suas frustrações”, pontuou a coordenadora do Caps Ad 3, Leandra Iglesias.

            A Coordenadora do Gabinete da Cidadania, Anna Maria Rattes, ressaltou que hoje o município possui equipamentos disponíveis para atender a essas mulheres que sofrem violência. “Todos os que estão aqui compactuam com a luta contra a violência a mulher. Temos mecanismos e elementos para trabalhar nesta causa. Se houver respeito entre homem e mulher a questão da violência estará resolvida”, pontuou a coordenadora Anna Maria.

            “Não trabalhamos apenas nos 16 dias. Fazemos tudo o que é possível nesta luta, sempre foi uma proposta do governo do prefeito Bernardo Rossi. Que nesses dias possamos dar um fim ao silêncio dessa violência. Temos o fortalecimento da rede trabalho juntos para garantir o direito dessas mulheres”, disse o secretário chefe de Gabinete, Renan Campos.

            A Campanha 16 dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra a Mulher teve sua primeira edição em 1991 e em 2003 no Brasil. As ações acontecem simultaneamente com a participação do poder público e da sociedade civil em prol da conscientização pelo fim da violência de gênero. O intuito é chamar a atenção da sociedade para os fatores que naturalizaram a agressão das mulheres, em especial, por companheiros, pais e parentes próximos. Além disso, mobilizar e conscientizar a população para que denuncie todos os tipos de violência praticados contra meninas e mulheres no Brasil e no mundo.

            “Essa data é muito importante. É uma campanha maravilhosa e ainda com a participação dos homens. Precisamos mobilizar a todos, pois esta violência precisa acabar. Serão 16 dias com muitas palestras focando principalmente nas escolas”, destacou a coordenadora do CRAM, Cléo de Marco.

            “É muito importante essas palestras de conscientização e muito importante que os envolvidos também sejam exemplos. Ramificar as ações para os bairros é ter mais atitudes concretas nas comunidades”, disse a pedagoga Hospitalar Cláudia Ribeiro.

            Estiveram presentes a secretária de Saúde, Fabíola Heck; secretária de Fazenda, Elaine Nascimento; coordenadora de Mediação de Justiça Restaurativa de Petrópolis, Estella Maris Mansur; a coordenadora do Nape, Isabela Wildberger.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis