Foto: Jade Mariani

Pernambucano Raphael Costa estreia segundo álbum ‘Das Construções’

O disco, que conta com uma sonoridade minimalista protagonizando a voz e o violão, estreia na próxima quinta, 31 via selo Solto no Tempo.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Criar em determinados espaços de tempo, pequenas cápsulas de som e imagem, compostas pelo arranjo temporário de palavras, melodias e harmonias. Essa é a fórmula usada por Raphael Costa para compor seus trabalhos e , para produzir seu segundo disco ‘Das Construções’, não foi diferente. O álbum, que conta com parcerias de Juliano Holanda e Daniel Medina, estreia no próximo dia 31 de março nas plataformas de música via selo Solto no Tempo.

Das Construções foi idealizado e pré-produzido por Raphael em sua própria casa a partir de experimentações. O disco traz uma linguagem minimalista com canções que protagonizam o formato voz e violão, somados a precisos elementos percussivos, guitarra e paisagens sonoras.

“Este é um álbum de silêncios, de salas vazias. Do modo como foram produzidas e arranjadas as canções até a execução do meu canto, dos violões, guitarra e percussões na gravação, desejei preservar a sensação de intimidade que permeou todo o ambiente de sua gênesis. Ele nasceu de um profundo mergulho perceptivo que fiz em minha maneira de criar músicas e se desenrola no tempo como reflexo deste movimento”, explicou. 

Inspirado no trovador viajante que desliza por cidades acompanhado por seu instrumento entoando as cantigas que escreve, Raphael assume a persona do cancionista-cantador e discorre sobre seus delírios, desejos, impressões, vislumbres, paixões, saudades, divaga sobre a sua própria existência.

“Das Construções é um convite à percepção de símbolos que nos referenciam e nos formam enquanto indivíduos. Um olhar de curiosidade e encantamento com a complexidade do existir, do sentir, do fazer artístico. Um disco que traz em seu lastro de possíveis significados uma mensagem de esperança, e que versa sobre a fragilidade humana”, completou. 

O disco, que conta com todas as faixas autorais, traz as parceria com Juliano Holanda, nas faixas “Saudade Não é Palavra”, que foi lançada como single em dezembro de 2021 e  “Forte”. Já Daniel Medina participa da faixa “Das Construções”, que dá título ao álbum. Das Construções também chega acompanhado pelo filme “Sessão ao Vivo – Das Construções”, gravado no Forte das Cinco Pontas com apoio da LAB – Edital Joel Datz, que estreia no domingo, 03 de abril. 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.