Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pedidos de demissão de empregos bateu recorde em agosto

O recorde até então era de março, com 603.136 pedidos de demissão.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Enquanto para milhões de pessoas que lutam por um lugar no mercado de trabalho o desemprego parece um pesadelo sem fim, milhares de brasileiros estão pedindo demissão de seus empregos com carteira assinada mês a mês, levando as estatísticas a baterem sucessivos recordes.

Levantamento feito pela LCA Consultores nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que contabiliza as vagas com carteira assinada no país, mostra que, em agosto, foi batido recorde de pedidos de demissão em um único mês desde janeiro de 2020, início da série histórica com a metodologia atual de contagem de vagas.

Do total de 1.773.161 de desligamentos registrados em agosto, 632.798 foram voluntários, ou seja, a pedido do trabalhador o equivalente a 35,7% do total.

O recorde até então era de março, com 603.136 pedidos de demissão, o equivalente a 33,2% do total naquele mês.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.