Alexandre Carius / Agência O Globo

Pedido de liminar de Paulo Igor, contra convocação de seu suplente, é negado pelo TJRJ Paulo Igor tinha a intenção de que seus assessores fossem reintegrados à Câmara

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O pedido de liminar do vereador Igor (MDB) contra a Resolução 20/2019 da Câmara Municipal, que permitiu a convocação do seu suplente após 30 dias de afastamento, foi negado pela desembargadora Georgia de Carvalho Lima, da 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).

A desembargadora explicou que os argumentos da defesa de Paulo Igor não justificaram nenhuma medida contra a resolução, considerando a posse do suplente legal.

O recurso de Paulo Igor tinha a intenção de manter os assessores, dos vereadores afastados, em seus gabinetes.

Crédito da foto: Alexandre Carius / Agência O Globo

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.