Paulo Igor foi condenado em abril suspeito de participar de processos licitatórios ilegais junto com o ex-vereador, Dudu, que está foragido até o presente momento.

A defesa de Paulo entrou com o terceiro pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça) na semana passada, mas ainda aguarda resposta da justiça. Paulo Igor está preso e proibido de entrar na Câmara Municipal para participar de sessões públicas. Vale lembrar que o ex-parlamentar presidia a Câmara antes de ser condenado.

Enquanto preso, sua mulher teria tido permissão do Tribunal para receber seus auxílios com a justificativa de que os mesmos são necessários para os mantimentos a família.

Por: Gabriel Malheiros