Pássaros da fauna silvestre são resgatados de cativeiro em Petrópolis após denúncia feita ao Linha Verde

Os policiais militares encontraram cinco gaiolas contendo um currupião, um coleiro, um canário da terra, um pixoxó e um tico tico do mato, todos sem anilhas de identificação junto ao IBAMA.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Através de uma denúncia feita ao Linha Verde – programa do Disque Denúncia voltado para meio ambiente – sobre guarda de animais silvestres, policiais militares resgataram cinco pássaros da fauna silvestre brasileira de cativeiro no sábado (04) em Petrópolis, na região serrana.

De acordo com os agentes da 5ª UPAm, subordinados ao Comando de Polícia Ambiental e responsáveis pela verificação da denúncia, as informações diziam que no bairro Samambaia, haveriam gaiolas penduradas em postes, inclusive com armadilhas. Os policiais militares foram ao local, onde encontraram cinco gaiolas contendo um currupião, um coleiro, um canário da terra, um pixoxó e um tico tico do mato, todos sem anilhas de identificação junto ao IBAMA. O responsável, ao ser questionado acerca das licenças, informou não possuir nenhuma documentação específica e por esse motivo foi encaminhado à 105ª DP, onde a ocorrência foi registrada com base no artigo 29 da lei de crimes ambientais.

O Linha Verde reforça a solicitação para que a população continue denunciando crimes ambientais em todo o Estado do Rio através dos telefones 0300 253 1177 (custo de ligação local) e (21) 2253 1177, além do APP “Disque Denúncia RJ” disponível para celulares. Por essa modalidade, o denunciante pode enviar fotos e vídeos, com a garantia do anonimato. É possível denunciar também através da página do Linha Verde no facebook, www.facebook.com/linhaverdedd ou ainda pelo site do Disque Denúncia (www.disquedenuncia.org.br). Lembrando que em todos os canais, o anonimato é garantido ao denunciante.

Fonte: Disque Denúncia

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.