O governo do estado e a Prefeitura de São Paulo anunciaram nesta quinta-feira (28), por meio de nota à imprensa, que a tarifa básica do transporte público coletivo por ônibus, trens e metrô passará dos atuais R$ 3,80 para R$ 4,00 a partir de 7 de janeiro.

De acordo com o comunicado, a alegação para o reajuste na tarifa dos transportes é que há “necessidade para adequar a receita ao custo dos sistemas”.

“A alteração em 5,26% está abaixo da inflação acumulada desde o último reajuste, em janeiro de 2016. Nos últimos dois anos, o índice foi de 8,36%, de acordo com o IPC-Fipe”, diz um trecho do comunicado.

Confira as tarifas que terão alteração:
Tarifa do Metrô: de R$ 3,80 para R$ 4,00
Tarifa da CPTM: de R$ 3,80 para R$ 4,00
Tarifa dos ônibus municipais (SPTrans): de R$ 3,80 para R$ 4,00
Integração ônibus + trens (Metrô/CPTM): de R$ 6,80 para R$ 6,96
Bilhete Diário comum (24 horas): de R$ 15,00 para R$ 15,30
Bilhete Diário integrado (24 horas): de R$ 20,00 para R$ 20,50
Bilhete Mensal comum: de R$ 190,00 para R$ 194,30
Bilhete Mensal integrado: de R$ 300,00 para R$ 307,00

Os passageiros que carregarem seus bilhetes até as 23h59 do dia 6 de janeiro poderão viajar com o valor da tarifa antiga, até o crédito se esgotar (máximo de R$ 300 por dia e R$ 350 acumulados no cartão).

Os detalhes constam em planilha tarifária entregue nesta quinta-feira à Câmara Municipal e que também será publicada no Diário Oficial.

Bilhetes Mensal e Diário
As modalidades temporais de crédito Mensal ou Diário também terão seus valores reajustados a partir do dia 7.

O Bilhete Mensal, somente ônibus ou somente trilhos, passa para R$ 194,30, enquanto o valor do Bilhete Mensal integrado entre ônibus e trens será de R$ 307,00. Já o Bilhete Diário passa para R$ 15,30 somente ônibus ou R$ 20,50 integrado entre os modais.

Os passageiros que comprarem seus créditos temporais antes da data do reajuste também poderão continuar utilizando o bilhete normalmente com os valores atuais.

Crédito da foto: Léo Arcoverde/Fiquem Sabendo