Foto: Reprodução das Redes Sociais

Passageiros voltaram a denunciar longas filas nos pontos de ônibus em Petrópolis

Uma imagem enviada por um usuário, que preferiu não se identificar, mostra a linha 110 - Duarte da Silveira - completamente lotada, desrespeitando as medidas de segurança e distanciamento.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Quem precisa utilizar o transporte público em Petrópolis continua enfrentando aglomerações. Desta vez, passageiros voltaram a denunciar longas filas nos pontos de ônibus e coletivos lotados no Duarte da Silveira, no Bingen. Na manhã desta terça-feira (28), um morador da região procurou a equipe do Giro Serra para reclamar da situação.

Uma imagem enviada pelo usuário, que preferiu não se identificar, mostra a linha 110 – Duarte da Silveira – completamente lotada, desrespeitando as medidas de segurança e distanciamento. O flagra foi feito às 07h.

“Sem a pandemia já seria uma situação ruim, mas considerando a covid-19, se torna um total descaso com os passageiros que estão pagando R$4,20 de passagem”, frisou o passageiro.

Ele afirmou ainda que em determinado momento o ônibus não conseguia fechar a porta. “Teve um ponto de ônibus que o motorista ficou parado uns minutos pois não dava pra fechar a porta de tanta gente dentro do ônibus, e entrando mais”, finalizou.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte de Petrópolis (Setranspetro) informou que a Cidade Real, empresa que atua na região do Duarte da Silveira, está operando com 100%.

“A Cidade Real informa que a região do Duarte da Silveira está operando com 100% da operação nos horários de pico, com partidas a cada dez minutos. Na manhã de hoje (28/09), um caminhão atrapalhou o trânsito nas proximidades do Hospital Santa Teresa e impactou no cumprimento de todos os horários da região do Bingen, mas foi um problema pontual e passageiro.”

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.