Foto: Reprodução

Países da Europa já se preparam para vacinação em massa já no início de 2021

O avanço nas pesquisas para uma vacina da Covid-19 acende a esperança da chegada de um imunizante eficaz e disponível já para o começo do ano que vem

Por Guilherme Campbell

A Europa vem enfrentando nas últimas semanas um novo pico de crescimento de casos e de mortes devido ao novo coronavírus que aumentou as medidas de restrição e isolamento dentro dos países O Reino Unido, país europeu que registra mais óbitos, superou hoje 50 mil mortos, enquanto a Espanha soma mais de 40 mil e a Itália já registra mais de 1 milhão de infectados.  

A situação na Europa é “muito preocupante e todos os nossos indicadores seguem uma direção ruim”, advertiu hoje a diretora do Centro Europeu de Controle de Doenças (ECDC), Andrea Ammon, em entrevista à AFP nesta quarta-feira (11).        A Comissão Europeia também anunciou ontem (11), que acertou com os dois laboratórios a compra de cerca de 300 milhões de doses.

Outros países como a Rússia também já preveem uma vacinação em massa com uma vacina contra o coronavírus desenvolvida pelo Centro de Pesquisa de Virologia e Vetor de Biotecnologia do Estado da Rússia está prevista para ocorrer em 2021, disse o diretor-geral do centro, Rinat Maksyutov, ao site de informações sobre coronavírus do governo. “Espera-se que uma campanha de vacinação em massa comece em 2021,” afirmou o diretor.

De acordo com Maksyutov, a vacinação será voluntária e gratuita para os cidadãos russos. Os trabalhadores médicos, educacionais e de transporte, policiais e outros funcionários cujo trabalho os coloca em contato com um grande número de pessoas, terão a chance de ser vacinados antes de outros.   

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também