A FNCC (Frente Nacional de Combate ao Câncer) inicia o Outubro Rosa com campanha de conscientização sobre a importância de exames ou autoexames, ultrassonografia e mamografia serem os passos corretos para a prevenção do câncer de mama. 

O mês de outubro chegou com diversas atividades programadas com a participação da FNCC para a prevenção do câncer feminino, levando a mensagem sobre a importância dos exames específicos para o diagnóstico precoce desse tipo de carcinoma. A ONG ressalta que a mamografia não é nenhum bicho de sete cabeças e é necessário que seja feita.

Veja como prevenir a doença

Muitas mulheres alegam que a mamografia dói e, é por isso, que negligenciam o diagnóstico precoce da doença, portanto o exame de imagem dói menos que fazer tatuagem, por exemplo. O desconforto sentido ao se fazer o Raio X das mamas é menos dolorido que depilar o corpo com cera, tornando mais fácil uma vez ao ano realizar a mamografia, já que é um exame simples. Isso, sem contar o benefício que o resultado gera. Quanto mais cedo o diagnóstico do câncer de mama, maiores são as chances de cura, que podem ser superiores a 90%.

Se mulheres acima dos 50 anos introduzirem em sua rotina a prevenção, junto à mamografia, seria possível reduzir o número de mortes por câncer de mama no Brasil. Anualmente, mais de 14 mil brasileiras morrem em virtude do diagnóstico tardio de nódulos malignos nas mamas. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), por ano são diagnosticados mais de 59 mil casos da doença no país. Vale lembrar que nem todo caroço no seio é câncer, é preciso procurar um ginecologista sempre que se observar alguma alteração.

De acordo com especialistas, é recomendado iniciar a prevenção conhecendo seu próprio corpo, podendo aproveitar o banho para fazer isso, sendo a melhor época pós-menstruação. Para mulheres que não menstruam mais, pode escolher uma data do mês e realizar sempre nesse mesmo dia, todo mês. O autoexame não basta para detectar precocemente a doença e não tem eficácia para a detecção do tumor. Para isso, é essencial a realização da mamografia anual.

Algumas mulheres recorrem à ultrassonografia para evitar o desconforto do exame de Raio X, no entanto, não tem respaldo médico. O rastreamento correto se utiliza da ultrassom como exame complementar à mamografia.

Sobre a FNCC 

A FNCC – Frente Nacional de Combate ao Câncer – é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que tem o intuito de prestar assistência a pacientes com câncer, diminuindo o sofrimento das pessoas que lutam contra essa doença e também de suas famílias.

O trabalho da FNCC é criar formas de complementar o tratamento, orientando e auxiliando no trajeto de seus pacientes nas instituições de saúde, viabilizando benefícios, fornecendo medicamentos, suplementos e disponibilizando terapias, com nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas, entre outros, também disponibilizando terapias alternativas como massoterapia, reiki e outros, terapias ocupacionais com aulas de artesanatos .

Trabalha também realizando palestras informativas sobre diversos assuntos direcionados ao paciente, cuidador e familiares. Outra frente de trabalho da FNCC está relacionada à prevenção.

A instituição apoia iniciativas civis na realização de projetos voltados para o tema. Dentre esses projetos estão feiras de saúde, trabalho com consultório móvel realizando exames de rastreamento, palestras, distribuição de material informativo, cursos e outros.

Agenda de atividades para o Outubro Rosa 

Por: Gabriel Malheiros