Crédito: Magno Segllia

Operação Lei Seca flagra mais de 200 motoristas embriagados

Na Região dos Lagos, de 171 motoristas abordados, 45 tiveram sua carteira de habilitação suspensa.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Durante o feriado prolongado de Carnaval, a Operação Lei Seca reforçou as ações de conscientização e fiscalização, com um esquema especial durante o dia e à noite em todo o estado. Ao todo foram abordados 1.333 motoristas e destes, 207 tinham sinais de embriaguez, o que representa 15,6% do total de abordagens.

Na Região dos Lagos, somente em Arraial do Cabo o percentual de alcoolemia foi de 26,3% e, de 171 motoristas abordados, 45 tiveram sua carteira de habilitação suspensa.

– Apesar deste ano não ter acontecido as tradicionais festas de carnaval, desfile de blocos de rua e Sapucaí, foi grande o deslocamento de pessoas nas ruas durante o feriado prolongado. Abordamos mais de 1 mil motoristas e mais de 200 estavam com sinais de alcoolemia. Este elevado número de pessoas que insistem em dirigir alcoolizadas é um problema de comportamento social que precisa ser mudado.  – alertou o Superintendente da Operação Lei Seca, tenente-coronel Marcelo Rocha.

Neste período foram realizadas blitzes de fiscalização nas principais rodovias estaduais, em parceria com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv). Além das ações de fiscalização, o trabalho de conscientização também foi intensificado durante o período para alertar a população sobre o perigo da mistura de álcool e direção.

– Por isso estamos nas ruas, todos os dias, dia e noite, para evitar que estes motoristas alcoolizados provoquem acidentes. Há quase 12 anos a Lei Seca vem reforçando a mensagem para que o motorista “nunca dirija depois de beber!” – completa o superintendente.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.